Empreiteiro e vereador únicos acusados pelo assassinato de Mahamudo Amurane
Destaques - Nacional
Escrito por Redação  
Sexta, 12 Abril 2019 07:29
Share/Save/Bookmark

Já está no Tribunal Judicial da Província de Nampula a acusação de homicídio contra o empreiteiro e o vereador que estiveram na companhia de Mahamudo Amurane nos momentos que antecederam ao seu bárbaro assassinato em 2017.

Após cerca de 1 ano de instrução preparatória o Ministério Público remeteu ao tribunal, a 15 de Fevereiro deste ano, a acusação contra dois arguidos, em liberdade, que julga serem os responsáveis pela morte a tiro do Presidente do Concelho Municipal da Cidade de Nampula.

Segundo a Informação que a Procuradora-Geral da República vai prestar nos próximos dias na Assembleia da República, e que o @Verdade teve acesso, Amurane foi assassinado com 4 tiros, disparados a curta distância pelas costas, cerca das 18h30 do dia 4 de Outubro de 2017 na sua residência particular no bairro Namutequeliua, na Cidade de Nampula.

Embora a PGR não nomeie quem são os dois arguidos do Processo nº 240/03/P/2018 o @Verdade apurou que tratam-se de Saide Ali, então vereador de Mercados e Feiras no Concelho Municipal da Cidade de Nampula, e de Zainar Abdul Satar, empreiteiro de construção civil. Os dois acusados tinham estado reunidos com Mahamudo Amurane até pouco tempo antes do assassinato.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom