Mais 900 mil agregados familiares chefiados por adolescentes e jovens em Moçambique
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira  
Segunda, 09 Setembro 2019 21:40
Share/Save/Bookmark

O IV Recenseamento Geral da População e Habitação apurou que o número de agregados familiares que em Moçambique são chefiados por adolescentes e jovens aumentou para mais de 900 mil.

O número de agregados familiares em Moçambique é de com 6.145.684, quase o dobro dos 3.634.581 que existiam em 1997 e superior aos 4.634.887 contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) em 2007.

Nesse universo “cerca de 15 por cento dos agregados familiares são chefiados por adolescentes e jovens com idade entre 12 a 24 anos”, indica o INE nas estatísticas sobre Mulheres e Homens em Moçambique, 2018, recentemente divulgadas, um aumento de 6 por cento comparativamente a 2017.

Estranhamente houve uma mudança radical no género dos adolescentes e jovens que são chefes de família no nosso país do universo de 921.852 agregados familiares 65,5 por cento passaram a ser chefiados por cidadãos com idade entre 12 a 24 anos do sexo masculino e apenas 34,5 por cento são chefiados pelo sexo feminino.

Instituto Nacional de Estatística 2018

A estatística sobre Mulheres e Homens em Moçambique de 2017 indicava 74,3 por cento dos agregados chefiados por adolescentes e jovens eram do sexo feminino e somente 25,7 por cento era chefiado por rapazes.

Instituto Nacional de Estatística 2017

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom