Presidente Nyusi gazeta Cimeira de Acção sobre o Clima
Destaques - Nacional
Escrito por Redação  
Segunda, 23 Setembro 2019 23:47
Share/Save/Bookmark

Embora seja um dos países no mundo mais afectados pelas Mudanças Climáticas, causadoras dos recentes ciclones Idai e Kenneth, Moçambique não se fez representar ao mais alto nível na Cimeira de Acção sobre o Clima que decorreu nesta segunda-feira (23) durante a 74ª Sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Dezenas de Chefes de Estado reuniram-se na cidade norte-americana de Nova Iorque para o encontro mais importante sobre o clima desde a assinatura do Acordo de Paris de 2015.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse querer aproveitar a presença de dirigentes e jornalistas de todo o mundo para dar enfâse à questão das Mudanças Climáticas.

“O meu principal objectivo”, disse Guterres num encontro com jornalistas, “é fazer o máximo de barulho possível e fazer o máximo possível para apoiar os muitos actores envolvidos nesta questão”.

As Nações Unidas deram primazia aos chefes de Estado com planos concretos e realistas que poderão ser incluídos nos planos da organização para a neutralidade na emissão de carbono até 2050, medidas para pôr fim ou reduzir substancialmente os subsídios aos combustíveis fosseis, introdução de impostos sobre o uso de energia que emita carbono e promessas de proibir a construção de mais centrais eléctricas a carvão a partir do final do próximo ano.

Filipe Nyusi, o Presidente de um dos países mais massacrados pelas Mudanças Climáticas este ano e que futuramente sentirá deverá sofrer novas calamidades naturais, gazetou a Cimeira de Acção sobre o Clima e dando primazia a campanha para a sua reeleição. Nem mesmo o ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural descolou-se aos Estados Unidos para o encontro.

Além disso Nyusi, que promete saúde para todos os moçambicanos, gazetou também o primeiro encontro de alto nível sobre Cobertura Universal de Saúde onde foram lançados novos esforços para proporcionar acesso para todos a sistemas de saúde inclusivos, resilientes e acessíveis.

Entretanto o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco, vai representar o Presidente da República na 74ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas só a partir desta terça-feira (24) na cidade de Nova.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom