Conservação do mobiliário escolar pode ser critério de avaliação do desempenho das escolas públicas
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 06 Agosto 2018 23:00

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) diz que não vai mais tolerar que as carteiras escolares, sobretudo as recém-compradas/fabricadas, sejam danificadas e amontoadas em depósitos dos estabelecimentos de ensino público, durante anos a fio, sem a devida reparação. Quer o envolvimento massivo dos alunos e seus encarregados de educação, dos professores, dos gestores escolares e da comunidade no restauro desse mobiliário e até anuncia a entrada em vigor, para breve, de um regulamento que passará a forçar os gestores das instituições de ensino a adoptarem medidas de “bom uso do mobiliário e infra-estruturas escolares”, bem como servir de critério de desempenho das mesmas escolas.

 
Para Conceita Sortane é falácia atribuir culpa aos empreiteiros pela má qualidade das obras escolares
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 06 Agosto 2018 22:52

Foto de Emildo SamboA ministra da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) insurgiu-se, na segunda-feira (06), em Maputo, contra a culpabilização das empresas de construção civil pela má qualidade de algumas infra-estruturas escolares arguidas um pouco por todo o país, no âmbito da expansão da rede escolar. Barba a barba, sem rodeios nem contemplações, ela imputou as responsabilidades aos gestores dos estabelecimentos de ensino e aos técnicos da instituição que dirige. Segundo argumentou e admitiu, há “falta de responsabilização” daqueles que “não previnem” as irregularidades que se verificam durante a construção, “por cumplicidade, compadrio ou indiferença”.

 
Mais de 10.700 alunas engravidaram de 2014 a 2017 e na sua maioria em Cabo Delgado
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 31 Julho 2018 21:56

Continua um bico-de-obra evitar que as alunas – entenda-se crianças – engravidem. Pelo menos 10.711 estudantes do Sistema Nacional de Educação (SNE) engravidaram entre 2014 e 2017 e algumas abandonaram a escola. A maioria é, como de costume, da província de Cabo Delgado, com 2.301 educandas, segundo o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), que por conta da situação está com as mãos à cabeça e pede reforço na sensibilização e consciencialização das comunidades sobre a importância de assegurar que as meninas se mantenham na escola.

 
MINEDH quer escolas particulares mais envolvidas no combate ao que obstrui a formação do Homem
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 31 Julho 2018 21:53

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) reuniu-se, na segunda-feira (30), na capital do país, com as confissões religiosas que fundaram e gerem as escolas particulares, com as quais colabora no processo de instrução, para discutir formas de efectivação e operacionalização do protocolo de cooperação assinado pelas partes, com vista a apoiar o Governo na melhoria da qualidade do ensino, simplificar a articulação e tornar célere a abertura de novas escolas.

 
Escolas Comunitárias que funcionam com apoio do Estado cobram taxas ilícitas e exorbitantes, denuncia o MINEDH
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Terça, 31 Julho 2018 07:31

Foto de Emildo SamboSem apontar nomes, o Ministério de Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) queixa-se de determinadas escolas comunitárias, instaladas em diferentes pontos do país e que funcionam com o apoio do Estado, que sujeitam os seus alunos ao pagamento de taxas elevadas de matrículas e propinas mensais, o que contraria o propósito da sua existência.

 
“Caso Caphiridzange”: Tribunal Judicial de Moative considera que as vítimas causaram a própria morte
Destaques - Nacional
Escrito por Redação   
Sexta, 27 Julho 2018 07:54

ArquivoO Tribunal Judicial do Distrito de Moatize, na província de Tete, condenou um cidadão que responde pelo nome de Sabino Sargento a três anos de prisão e multa, por prática de “furto qualificado” de combustível, no “Caso Caphiridzange”, e sentenciou ainda dois agentes da Polícia a seis meses de cadeia convertidos em multa, por encobrimento.

 
Apesar das penas alternativas e julgamentos em campanha população prisional continua aumentar em Moçambique
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 18 Julho 2018 06:44

Embora já estejam a ser aplicadas penas alternativas à prisão em Moçambique, realizados julgamentos em campanha para reduzir a população prisional essa não pára de aumentar tendo crescido para mais de 20 mil reclusos, contra 18 mil no ano passado.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 3 de 85