Presidente Nyusi alerta que com a descentralização em Moçambique “o modelo de adjudicação das obras vai mudar”
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 11 Junho 2018 07:38

Foto da Presidencia da RepúblicaO Presidente Filipe Nyusi alertou aos empreiteiros da cidade e província de Maputo para que se preparem pois com o processo de descentralização do Estado “o modelo de adjudicação das obras vai mudar”. Sobre o rol de preocupações apresentadas pela Federação Moçambicana de Empreiteiros (FME) o Chefe de Estado prometeu “prioridade para as empresas moçambicanas”, sugeriu associativismo para financiamentos e a diversificação para “não ficar só a fazer edifícios”.

 
Al Shabaab mata mais seis pessoas no Norte de Moçambique elevando para 32 os civis mortos em menos de 2 semanas
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Sexta, 08 Junho 2018 08:22

Grafismo de Nuno TeixeiraO grupo denominado pelas populações de Al Shabaab matou mais seis pessoas nesta quarta-feira (06), desta vez no distrito de Quissanga, elevando para 32 o número de civis assassinados em menos de 2 semanas na província de Cabo Delgado. Relatos de sobreviventes e de membros das Forças de Defesa e Segurança no local dão conta de um grupo “que não está fragilizado”, como afirma a Polícia da República de Moçambique, e até integra mulheres.

 
Al Shabaab moçambicano mata mais 12 civis em Cabo Delgado; Presidente Nyusi mudo
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 06 Junho 2018 08:16

Sete pessoas foram assassinadas na madrugada desta terça-feira (05) na aldeia de Naunde, no distrito de Macomia, de acordo com a Polícia da República de Moçambique (PRM) pelo mesmo grupo que está aterrorizar a província de Cabo Delgado, no Norte de Moçambique, onde decapitou outros dez cidadãos no passado dia 27, e que é apelidado pelos locais de Al Shabaab. Outros cinco civis foram decapitados no domingo (03) na aldeia de Rueia. Indiferente a este clima de terror parece estar o Presidente da República e Comandante em Chefe das Forças de Defesa e Segurança.

 
Forças de Defesa e Segurança desmantelaram alegada célula do Al Shabaab moçambicano
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Segunda, 04 Junho 2018 08:00

As Forças de Defesa e Segurança de Moçambique, em estreita colaboração com as comunidades locais do Norte da província de Cabo Delgado, abateram na passada sexta-feira (01) nove membros do que aparenta tratar-se de uma célula militar do novo grupo islamita que opera nessa região desde Outubro de 2017 e que no fim de semana passado decapitou dez cidadãos civis.

 
Polícia confirma crime “hediondo” em Cabo Delgado mas tranquiliza que o Al Shabaab em Moçambique está “bastante fragilizado”
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Quarta, 30 Maio 2018 08:21

O Comando-Geral Polícia da República de Moçambique (PRM) confirmou a decapitação de dez cidadãos na província de Cabo Delgado pelo chamado Al-Shabaab. “Destas vítimas temos dois que eram adolescentes” lamentou Inácio Dina, o porta-voz da instituição, que afirmou que a situação no distritos é estacionária porque as Forças de Defesa e Segurança estão a “caçar este grupo de indivíduos que está bastante fragilizado”, no entanto não sabe quantos membros restam deste movimento que académicos apuraram ter recrutado centenas de jovens. Entretanto o Governador da provinha nortenha revelou que o grupo fez outras duas vítimas mortais no distrito de Macomia.

 
Dez pessoas decapitadas em Cabo Delgado pelo Al Shabaab moçambicano
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 29 Maio 2018 07:53

Dez cidadãos terão sido decapitados, entre as vítimas duas crianças, por homens armados que aterrorizam o Norte de Moçambique, chamados pelos locais de Al Shabaab, entre sábado(26) e domingo (27) na aldeia de Monjane, no posto administrativo de Olumbi, no distrito de Palma, na província de Cabo Delgado.

 
Morte de criança gera crispação entre população, militares e Polícia na Matola
Destaques - Nacional
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 14 Maio 2018 07:17

Uma bala supostamente perdida, que se acredita ter sido disparada a partir de um quartel militar instalado no bairro Siduava, no município da Matola, atingiu mortalmente uma criança de seis anos de idade, no dia 03 de Maio em curso. Desde essa altura, as relações entre a população local e a família da vítima – que acreditam que o miúdo foi morto por um militar – e a Polícia da República de Moçambique (PRM) azedaram. Para a corporação, o miúdo não foi vítima de um projéctil, mas sim, há indícios de a morte ter sido causada com recurso a um instrumento contundente. Contudo, aguarda-se pelo relatório da Medicina Legal, o qual estará disponível esta segunda-feira (14).

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 6 de 86