Tribunal moçambicano condena raptores a penas de 16 e 20 anos de prisão
Destaques - Newsflash
Escrito por Lusa  
Quarta, 24 Setembro 2014 20:08
Share/Save/Bookmark

O Tribunal Judicial de Sofala, localizado na cidade da Beira, no centro de Moçambique, condenou a penas de 16 e 20 anos de prisão três homens pela tentativa de rapto dum menor.

Segundo avança o jornal Diário de Moçambique, editado na Beira, cinco arguidos foram julgados em conexão à tentativa de rapto do filho de um empresário, ocorrido em setembro de 2013, à porta de uma escola privada, num caso que foi impedido pela intervenção de um funcionário escolar.

Descritos pelo tribunal como mandantes e chefes da quadrilha, Muidi Tharakral e Mohammed Richar, de nacionalidade indiana, foram condenados à pena de 20 anos de prisão, finda qual deverão ser expatriados para a Índia, alegadamente porque residiam há menos de cinco anos em Moçambique, quando ocorreu a tentativa de rapto.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom