Comandante da Polícia desmente aumento da criminalidade devido ao apagão em Nampula
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quinta, 05 Fevereiro 2015 09:48
Share/Save/Bookmark

O comandante da Polícia da República de Moçambique (PRM) de Nampula, Abel Nuro, desmentiu, nesta terça-feira (03), informações segundo as quais os índices de criminalidade tendem a aumentar devido ao apagão que se verifica desde o dia 12 de Janeiro último em toda a região norte e numa parte do centro do país.

O nosso interlocutor fez estes pronunciamentos quando questionado pelos jornalistas sobre os esforços da Polícia face ao aumento dos casos criminais em virtude do apagão.

Os citadinos de diversos bairros da cidade de Nampula têm-se queixado, com frequência, de actos de agressão física e assaltos a residências durante o período nocturno. Nuro deixou claro que a corporação não depende da energia para levar a cabo as suas actividades, sobretudo os patrulhamentos nocturnos.

“Nós continuamos a trabalhar normalmente mesmo sem energia. As nossas operações contra os criminosos não dependem da corrente eléctrica”, precisou.

Há sensivelmente uma semana, a porta-voz do Comando Provincial da PRM em Nampula, Sizi Panguene, confirmou aos jornalistas o recrudescimento de casos de criminalidade perpetrados por indivíduos de conduta duvidosa.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom