Três reclusos baleiam guarda e fogem da Cadeia Civil em Maputo
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Sexta, 06 Fevereiro 2015 09:29
Share/Save/Bookmark

Três reclusos identificados pelos nomes de Armando Ângelo Tivane, de 27 anos de idade, Daniel Jamala Vilanculo, de 23, e Alfredo José Muchanga, da mesma idade, evadiramse, na madrugada de quinta-feira (05), do Estabelecimento Penitenciário Preventivo de Maputo, antiga Cadeia Civil, onde se encontravam em prisão preventiva.

Armando Tivane é um agente da Guarda Fronteira na Polícia da República de Moçambique (PRM), indiciado da prática de crime de abuso de confiança. Daniel Vilanculo é acusado de roubo e Alfredo Muchanga é indiciado de ter cometido o mesmo tipo de crime.

O Serviço Nacional Penitenciário comunica que a fuga dos visados se deu por volta da 01:00 hora de madrugada. Para lograr os seus intentos, os cidadãos serraram uma das grades da casa de banho da ala “A”, tendo surpreendido o guarda em serviço, e depois violentaram-no e arrancaram-lhe a arma de fogo de tipo AK47, com a qual o feriram com um tiro no abdómen.

“Depois de neutralizarem o agente da guarda penitenciária, os três escapuliram-se deixando no local a arma em causa, sendo que o agente se encontra-se sob cuidados médicos intensivos no Hospital Central de Maputo (HCM) para onde foi de imediato conduzido”, lê-se num comunicado de Imprensa enviado ao @Verdade.

A instituição refere que neste momento decorrem diligências com vista à recaptura dos fugitivos, tendo sido tomadas como medidas a comunicação à PRM, à Procuradoria-Geral da República (PRM) e a outras autoridades pertinentes, e o envio de fotografias aos órgãos de comunicação social para a identificação dos evadidos.

Foi também aberto um inquérito para se apurar a responsabilidade disciplinar e criminal das pessoas que estavam encarregues de vigiar os detidos ora em parte incerta.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom