Incêndio faz um óbito em Inhambane e outro cidadão morre numa represa em Nacala
Destaques - Newsflash
Escrito por Intasse Sitoe  
Terça, 14 Julho 2015 08:01
Share/Save/Bookmark

Um cidadão identificado pelas autoridades apenas pelo nome de Mateus, de 43 anos de idade, morreu em consequência de um incêndio que destruiu por completo a sua residência de construção precária, na semana finda, na província de Inhambane. Em Nacala-Porto, outro indivíduo foi encontrado sem vida num dique.

O Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP) ainda não sabe ao certo o que originou o incêndio, mas presume-se que o fogo foi causado por uma lamparina que encontrava acesa na casa da vítima.

As chamas não se alastraram devido à pronta intervenção da Polícia da República de Moçambique (PRM) e da população, segundo Vanesa Manuel, assistente técnico do SENSAP, em declarações à Imprensa.

No mesmo período, o corpo de salvação pública resgatou um cidadão de 32 anos de idade, sem vida, encontrado numa represa em Nacala-Porto, província de Nampula.

Ainda na semana em alusão, o SENSAP retirou no poço de uma residência, um cadáver de uma criança de 11 anos de idade, no bairro Nhaurire, na cidade de Chimoio, em Manica.

Outro cidadão, de 20 anos de idade, cuja identidade não foi revelada, foi encontrado sem vida num pântano no bairro Ndlavela, na província de Maputo.

Vanesa Manuel afirma que as informações sobre os óbitos são escassas, mas diligências em curso no sentido de esclarecer o que se passou. Na semana passada, o SENSAP registou nove incêndios, seis acidentes de viação em todo o país e inspeccionou 47 estabelecimentos comerciais e instituições públicas, tendo se concluído que todos eles possuíam condições mínimas de segurança contra os incêndios.

Na capital moçambicana, outro incêndio de pequenas proporções destruiu também um dos quartos no lar de estudantes da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), localizada na Avenida Karl Marx, na tarde da última quinta-feira (09).

David Cumbane, porta-voz do SENSAP, disse que o fogo, causado por um ferro de engomar esquecido sobre uma cama enquanto estava liga à energia eléctrica, reduziu a cinzas diverso material escolar e vários bens ainda não especificados. O pior não aconteceu devido à pronta intervenção dos alunos que encontravam-se no edifício.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom