Quatro dentes de hipopótamo e uma pedra semipreciosa levam três cidadãos aos calabouços em Maputo
Destaques - Newsflash
Escrito por Intasse Sitoe  
Quarta, 26 Agosto 2015 08:35
Share/Save/Bookmark

Três indivíduos identificados pelos nomes de Elídio, Jaime e Celso, com idades compreendidas entre 29 e 34 anos, encontram-se privados de liberdade, desde a semana finda, na capital moçambicana, por terem sido surpreendidos na posse de quatro dentes de hipopótamo, uma pedra semipreciosa, igual número de máquinas de testagem de diamantes e uma balança.

Não se sabe ao certo qual era a proveniência e finalidade dos produtos apreendidos. Entretanto, ainda em Maputo, a Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve três pessoas que respondem pelos nomes de Francisco, Filipe e Boavida, com idades que variam de 31 a 49 anos de idade, , acusadas de roubo com recurso a uma arma de fogo e posse ilegal de duas pistolas.

No Comando Distrital da PRM de Magude, província de Maputo, dois indivíduos identificados pelos nomes de António e Boavida, de 35 e 36 anos de idade, respectivamente, encontram-se também a ver detidos, acusados de roubo de uma viatura, cuja chapa de inscrição não nos foi revelada pelas autoridades.

Na semana em alusão, a corporação policial deteve um moçambicano de nome Pinto, de 37 anos de idade, residente no posto administrativo de Messica, no distrito de Manica, província com o mesmo nome, indiciado de roubo de medicamentos num posto de saúde local.

No mesmo período, a Polícia prendeu 1.659 violadores de fronteiras, sendo 852 moçambicanos, 422 malawianos, 241 tanzanianos, 117 zimbabweanos e 23 zambianos. Foram repatriados 285 cidadãos moçambicanos, pela corporação malawiana, por imigração ilegal.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom