Medicamentos à saque na Beira e mais um funcionário público preso
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Segunda, 19 Junho 2017 07:48
Share/Save/Bookmark

Um agente de Medicina, afecto a uma unidade sanitária no distrito de Nhamatanda, na província de Sofala, está preso, desde a semana passada, acusado de roubo de diversos tipos de medicamentos. É o terceiro caso de que se tem conhecimento, publicamente, e que assola os hospitais do centro do país em um mês.

O caso deu-se no Centro de Saúde de Jasse. O indiciado, detido na 1a esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), na cidade da Beira, chama-se Betinho Lucas, de 25 anos de idade.

Ele trabalhava naquele hospital há um ano. “Tirei estes medicamentos no depósito do Centro de Saúde de Jasse, onde eu trabalho. Quando levei era para ajudar os meus familiares que estão sempre doente”.

Segundo a Polícia, o funcionário foi surpreendido a tentar viajar num comboio que tinha como destino a província de Tete, onde vivem os seus parentes supostamente apoquentados por várias enfermidades.

O Comando Provincial de PRM, em Sofala, disse que o processo sobre o caso já está a seguir os devidos trâmites legais, com vista à responsabilização do acusado.

Recorde-se que, a 15 de Maio passado, um funcionário, supostamente reincidente, foi detido na cidade da Beira após ter sido surpreendido na posse de pelo menos 500 filmes de radiografia roubados no Hospital Central da Beira (HCB).

Para lograr os seus intentos, durante a madrugada, o acusado, afecto aos serviços de limpeza, deitou a abaixo o vidro de uma das janelas da sala onde o material em questão estava guardado.

A 17 do mesmo mês, ainda no HCB, mais um funcionário ficou privado de liberdade, indiciado de roubo de medicamentos e material cirúrgico.

Trata-se de um servente que responde pelo nome de Fernando Tomo, afecto àquele hospital, há oito anos.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom