Mulher escapa da morte após pretendente incendiar sua casa em Marracuene
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quarta, 04 Abril 2018 07:27
Share/Save/Bookmark

Uma jovem de 33 anos de idade escapou da morte com os filhos e sofreu ferimentos graves nos dois membros inferiores, no último sábado (31), no distrito de Marracuene, província de Maputo, quando a sua casa foi deliberadamente incendiada por um indivíduo que se sentiu rejeitado ao aspirava à mão dela.

A vítima, residente no bairro Mateque, encontrava-se a dormir e está sob cuidados médicos no Hospital Central de Maputo (HCM).

Segundo as suas declarações, o homicídio frustrado aconteceu de madrugada e as lesões foram contraídas quando tentava evitar que o pior não acontecesse aos filhos.

O presumível homicida, de 35 anos de idade, ora em liberdade depois de ter sido detido quando tentava fugir, escalou a sua casa, onde derramou combustível à volta da mesma e de seguida ateou fogo. “Ele pretendia queimar-me com os meus filhos lá dentro (...)”.

A cidadã contou ainda que na referida madrugada apercebeu-se de que havia alguém estranho do lado de fora do seu domicílio. Nesse instante, o acusado estava a despejar combustível em todo o aro da porta.

“Fiquei desesperada e peguei numa vassoura”, com a qual mexeu fortemente as chapas de zinco com o intuito de provocar barulho com vista a ser ouvida pelas pessoas mais próximas.

Na altura em que ela começou a gritar pelo socorro já era tarde demais e o fogo já estava a alastrar-se. O pior não aconteceu graças à pronta intervenção dos vizinhos, que também neutralizaram e submeteram o malfeitor a actos de sevícia. Este só não foi linchado porque a Polícia chegou a tempo.

Estranhamente, apesar de ter sido em flagrante delito, o indiciado só teve uma curta passagem pela esquadra e continua em liberdade.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quarta, 04 Abril 2018 17:17
 
Avaliação: / 2
FracoBom