Mais uma mulher estrangeira detida por tráfico de drogas em Maputo
Destaques - Newsflash
Escrito por Emildo Sambo  
Terça, 08 Maio 2018 07:42
Share/Save/Bookmark

Uma mulher proveniente da Serra Leoa está detida, desde o último domingo (06), na capital moçambicana, acusada de tráfico de drogas pesadas e foi surpreendida no Aeroporto Internacional de Maputo, quando pretendia regressar à sua terra, revelou a Polícia, que no entanto aguarda pelo resultado dos exames laboratoriais para apurar o tipo de estupefaciente em causa. Todavia, acredita que se trata de cocaína e efedrina.

A indiciada, de 44 anos de idade, foi detida na posse 12.4 quilogramas do referido produto, quando efectuava o check in, segundo o porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM) na Cidade de Maputo, Orlando Modumane.

Ela alegou que desconhece a origem da droga e suspeitava que uma pessoa das suas relações “plantou” o produto na sua mala para prejudicá-la por motivos que não avançados.

Aliás, a cidadã disse ainda que apenas tinha informações de que a mala em alusão continha enxoval de bebé.

O estupefaciente estava dissimulado no interior de uma mala de viagem da cidadã em causa e que pretendia regressar ao seu país.

As alfândegas de Moçambique acreditam que a serra leonina “pretendia traficar a mercadoria proibida, através do voo do Kenya AirWays KQ741, com destino a Nairobe, capital do país vizinho Quénia”.

Logo após a detenção, a mulher foi encaminhada à 11a. esquadra, que funciona nas imediações do Aeroporto Internacional de Maputo. Não é a primeira vez, este ano, que uma mulher estrangeira é presa naquele aeroporto por posse de drogas. Refira-se que Moçambique é considerado corredor de estupefacientes para vários países, o que deixa as autoridades em alerta.

Em Março passado, uma cidadã de nacionalidade liberiana foi privada de liberdade, acusada de tráfico de drogas pesadas. A liberiana alegou igualmente que a mala não era sua, mas sim, de um amigo que pediu para que ela levasse para onde pretendia viajar.

A referida droga, detectada quando ela fazia check in, devia ser depois transportada para Freetown, capital e maior cidade da Serra Leoa, segundo a Polícia da República de Moçambique (PRM), que nunca mais se pronunciou sobre este caso.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom