PRM detém nigeriano e chinês por tráfico de drogas e pedras preciosas
Destaques - Newsflash
Escrito por Emildo Sambo  
Terça, 08 Maio 2018 07:43
Share/Save/Bookmark

Dois cidadãos de nacionalidade estrangeria encontram-se nas mãos da Polícia moçambicana, desde o último fim-de-semana, na cidade de Maputo, por alegado tráfico de drogas e pedras preciosas.

Trata-se de um nigeriano de 42 anos de idade, detido no Aeroporto Internacional de Maputo, na posse 50 cápsulas de uma droga não especificada, mas que se presume ser cocaína.

O produto equivale a 1.100 quilograma, de acordo com Orlando Modumane, porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM) na Cidade de Maputo.

As alfândegas de Moçambique indicam ser sétima vez, este ano, que cidadãos estrangeiros são recolhidos aos calabouços por envolvimento neste tipo de crime registado naquele aeroporto.

Em relação ao chinês, de 35 anos de idade, ele é acusado de posse de meio quilograma de pedras preciosas. Ele também caiu nas mãos da Polícia no Aeroporto Internacional de Maputo, quando fazia o check in.

Orlando Modumane disse que, numa outra operação, a PRM tirou da circulação três quadrilhas composta por 12 elementos que consumiam e comercializavam estupefacientes em alguns bairros da capital do país.

“Na posse desses indivíduos foram apreendidos 5,3 quilogramas de cannabis sativa”, vulgo soruma, disse o agente da lei e ordem, salientando que houve recuperação de cinco viaturas roubadas com recursos a chaves falsas. Ele disse que os meios circulantes já foram devolvidos aos respectivos donos.

Outros dois indivíduos foram privados de liberdade suspeitos de posse ilegal de duas pistolas sem carregadores, no bairro da Munhuana. A corporação acredita que os instrumentos bélicos eram usados para o cometimento de crimes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom