Depois de Nampula, PRM volta a disparar para matar em Sofala
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quarta, 06 Junho 2018 08:07
Share/Save/Bookmark

A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala assassinou dois cidadãos acusados de prática de assaltos à mão arma e causou lesões graves a uma mulher que na altura estava na companhia dos malogrados. Outros dois integrantes do grupo colocaram-se em fuga.

A instituição que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei contou à imprensa que os indivíduos morreram durante uma tentativa de neutralizá-los quando o se colocavam em fuga, depois de terem assaltado um estabelecimento comercial.

Segundo Daniel Macúacua, porta-voz do Comando Provincial da PRM naquele ponto do país, no passado fim-de-semana, no distrito de Nhamatanda, cinco assaltantes, dos quais uma senhora, apoderaram-se de 70 mil meticais e colocaram-se ao fresco.

A corporação foi accionada e durante a perseguição os malfeitores responderam a tiros. No tiroteio, dois integrantes da aludida quadrilha foram atingidos mortalmente e igual número colocou-se a fuga.

A senhora, que se fazia transportar na viatura do grupo, contraiu ferimentos graves e foi socorrida para o Hospital Central da Beira (HCB), onde recebe cuidados intensivos.

“Estão em curso diligências no sentido de localizar” os foragidos. O caso aconteceu na região de Chirassicua e a Polícia recuperou uma arma de fogo e o carro no qual o meliantes pretendiam fugir.

Recorde-se que que, na última quarta-feira (30), a PRM em Nampula matou também dois supostos raptores na cidade de Nacala-Porto. Os mesmos encontraram a morte durante uma alegada fuga e eram acusados de tentativa de sequestro de um cidadão de nacionalidade chinesa, na zona alta da daquela urbe.

As autoridades policiais indicaram que o grupo estava munido de duas pistolas e uma AKM que estava escondida algures.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom