Atropelamento mortal repete-se na “Circular” de Maputo
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quinta, 14 Junho 2018 05:24
Share/Save/Bookmark

Uma semana depois de uma criança ter morrido vítima de atropelamento por um carro, na Estrada Circular de Maputo, na zona de Chiango, o que gerou alvoroço a ponto de chamar a atenção das autoridades governamentais, um homem também perdeu a vida nas mesmas condições, na noite de terça-feira (12).

Na “Circular” de Maputo os acidentes de viação, alguns dos quais fatais e destroem a via paulatinamente, são constantes. Os residentes queixam-se da situação de tal sorte que exigem a colocação urgente de iluminação pública, pois acreditam que minimizaria o drama.

O cidadão a que nos referimos encontrou a morte quando pretendia atravessar a estrada. Testemunhas disseram ao @verdade que ele foi socorrido com vida para uma unidade sanitária mas pereceu a caminho devido a graves ferimentos que contraiu.

A desgraça aconteceu 24 horas depois de o Chefe do Estado, Filipe Nyusi, ter escalado a Escola Primária Completa de Chiango e visitado a família da criança que também morreu por atropelamento naquela rodovia, que desde a sua conclusão não está iluminada.

Filipe Nyusi prometeu uma ponte aérea, poucos dias depois de ter declarado que quem “não está preparado para viver na capital” que procure “outro sítio” para habitar.

Ele respondia à população enfurecida que dias antes tinha barricado a Estrada Circular, exigindo a colocação de lombas, iluminação pública e construção de uma ponte aérea. Esta será erguida dentro de 45 dias, comprometeu-se o Presidente da República.

Refira-se que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que os acidentes de viação são um problema de saúde pública.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom