PRM recupera armas de fogo e detém mais de uma dezena de pessoas
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quinta, 28 Junho 2018 08:25
Share/Save/Bookmark

As autoridades policiais detiveram 13 indivíduos, dentre eles um de nacionalidade chinesa, por suposta posse ilegal de armas de fogo, das quais pelo menos 14 foram recuperadas, nas últimas duas semanas, em diferentes províncias de Moçambique.

Na semana finda, seis pessoas com idades que variam de 25 a 40 anos foram privadas de liberdade, em momentos separados, em conexão com a posse de ilícita de cinco instrumentos bélicos.

Segundo o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), um dos casos aconteceu no distrito de Moamba, província de Maputo, onde um jovem de 25 anos identificado pelo nome de A. Chirindza não escapou da prisão após ter sido encontrado com uma caçadeira e 106 cartuchos.

A detenção ocorreu no dia 16 de Junho em curso. Três dias depois, no bairro de Beluluane, ainda na província de Maputo, três cidadãos de nomes E. Novelo, J. Vilanculos e L. Bethne, de 26, 36 e 38 anos de idade, respectivamente, foram presos por roubo com recurso a uma arma de fogo.

A Polícia avançou que o assalto aconteceu no dia 17 de Junho. Na posse dos suspeitos, recuperou-se o instrumento bélico, uma viatura com a matrícula AFQ 591 MP e outros bens. Um outro indivíduo que responde pelo nome de C. Manhiça, de 24 anos, foi detido na cidade de Maxixe, em Inhambane, acusado de posse ilegal de uma pistola de fabrico chinês.

Trata-se de uma vigilante afecto a uma empresa de segurança privada. Em Vilanculo, um outro cidadão de nome Q. Oliveira, de 30 anos, recolheu aos calabouços por posse de uma pistola com seis munições, de acordo com o Comando-Geral da PRM.

Em Sofala, um homem de nacionalidade chinesa, de nome Y. Yangrigng, até ao fecho desta edição encontrava-se a ver o sol aos quadradinhos, indiciado de posse ilícita de uma arma de fogo de pressão de ar, de fabrico chinês.

Várias outras detenções aconteceram em Manica e no Niassa, por causa de porte de armas proibidas, disse o Comando-Geral da PRM.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom