Sobrinho tira a vida ao tio à paulada na Matola
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Segunda, 09 Julho 2018 21:58
Share/Save/Bookmark

Um homem de 37 anos de idade foi morto com recurso a um pau de pilar, pelo próprio sobrinho, que já recolheu aos calabouços, no último fim-de-semana, no município da Matola, onde em Abril passado uma funcionária da Rádio Moçambique (RM) foi encontrada sem vida e com vários e profundos golpes efectuados com recurso a uma faca da cozinha, pelo seu sobrinho de 17 anos de idade.

A vítima encontrou a morte na madrugada de sábado (07), no bairro da Machava, depois de ter estado na companhia do seu presumível assassino, de 32 anos de idade, a embebedarem-se algures na mesma zona.

O @Verdade apurou de fontes familiares que era comum o malogrado e o seu ofensor saírem juntos para uma sessão de copos e nunca alguém tinha pensado que a relação entre eles podia acabar em tragédia.

Não há relatos de ter havido desentendimento entre eles durante a bebedeira, nem no dia dos factos nem noutras ocasiões. Na noite de sexta-feira (06), o jovem “convidou o tio para uma sessão de copos.

As pessoas que lhes viram juntos disseram tudo parecia estar a correr conforme, como noutros dias. Mas fomos acolhidos de surpresa quando recebemos a notícia [sobre a morte] e não sabemos o que é que se passou para ele [o sobrinho] matar o próprio tio à paulada”, disse o parente.

“Ele [o acusado] confessou que matou o tio mas não disse por que motivo. Independentemente do que tenha acontecido entre eles nada justifica que tudo terminasse em morte”, acrescentou outro interlocutor.

A Polícia da República de Moçambique (PRM), afecta à 5a. esquadra da Matola, onde o indiciado está privado de liberdade, não revelou as motivações deste crime macabro, nem o próprio suspeito, que se mostrou parco de palavras.

Este é o segundo crime hediondo envolvendo pessoas da mesma família e de que tem conhecimento, publicamente, num intervalo de três meses, no município da Matola.

Na tarde do dia 05 de Abril, um miúdo de 17 anos foi acusado e detido na companhia de outros dois, indiciados de tirado a vida à tia de um deles. A vítima respondia pelo nome de Ivone Pedro, afecta ao sector de contabilidade na RM.

Na Matola, há registo de vários outros casos similares aos que nos referimos, como por exemplo o do jovem de nome Armando Manasses, que em Setembro de 2016 matou os seus pais, a sangue frio, depois de lhe recusarem o pedido de dinheiro para a compra de bebidas alcoólicas.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom