Detido primeiro suspeito de atear fogo que matou uma família na Beira
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Sexta, 21 Setembro 2018 07:14
Share/Save/Bookmark

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve um homem acusado de atear o fogo que matou um casal e a filha de apenas quatro anos de idade, por volta das 23h50 de terça-feira (18), na cidade da Beira, província de Sofala.

A neutralização do referido cidadão aconteceu na quarta-feira (19) e a Polícia disse que está a trabalhar no sentido de deter outros indivíduos que acredita estarem envolvidos no crime. A detenção do cidadão em causa permitiu apurar que ele o casal eram próximos e, há um ano, foram vizinhos no 14o. bairro, na cidade da Beira.

A detenção do acusado aconteceu depois de denúncias segundo as quais durante o socorro às vítimas havia indivíduos cuja idoneidade é suspeita, que desapareceram de repente.

Em declarações à imprensa, Daniel Macuácua, porta-voz do Comando Provincial da PRM, em Sofala, contou que na posse do indiciado foram encontradas algumas braçadeiras semelhantes as que foram usadas para fechar a porta da casa das vítimas por fora, com vista a impedir a sua saída durante o incêndio.

Foi ainda achado um isqueiro e a corporação afirmou que a roupa do presumível criminoso cheirava gasolina.

Por sua vez, o visado confirmou que esteve na casa dos malogrados para socorrê-los, porque não podia ficar indiferentes, mas não cometeu o crime de que é acusado.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom