Dezassete cidadãos presos por alegado envolvimento em assaltos em Nampula
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quarta, 24 Outubro 2018 07:51
Share/Save/Bookmark

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve 17 indivíduos acusados de pertencer a uma gangue que tem semeado medo e terror com recurso a armas de fogo e brancas em diferentes bairros da cidade de Nampula.

Trata-se de um grupo proveniente da província de Manica, que supostamente escalou Nampula à procura de castanha de caju para revender.

Das mãos dos suspeitos, interceptados no bairro Muhala-Expansão, a Polícia confiscou uma pistola com a respectiva licença de porte e uso, mas desconfia que tenha sido utilizada em alguns assaltos de que a população tem se queixado.

Um dos integrantes, considerado líder da alegada quadrilha, disse que ele os amigos pretendiam comprar castanha algures em Cabo Delgado.

A posterior, todos regressariam para Manica. Zacarias Nacute, porta-voz de PRM, em Nampula, considerou que os indiciados podem fazer dos bandidos que se intitulam “os que não comem”, os quais assaltam residências e estupram mulheres naquele ponto do país.

Enquanto isso, a corporação apreendeu outras duas armas de fogo, sendo uma AKM com três munições e uma pistola.

Foram igualmente confiscadas 125,5 quilogramas de cannabis sativa, vulgo soruma, durante uma operação denominada “USALAMA V”, desencadeada em coordenação com as entidades policiais de outros países da África Austral e Oriental.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom