Criminosos torturam e roubam em Nicoadala
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quinta, 20 Dezembro 2018 06:51
Share/Save/Bookmark

Um grupo de pessoas ainda não identificadas invadiu um estaleiro de uma cidadã de nacionalidade chinesa, submeteram a dona à tortura física e apoderaram-se de vários bens e 1.500.000 meticais, no distrito de Nicoadala, província da Zambézia.

O caso aconteceu na madrugada de sábado passado. Dos bens roubados constam “quatro telefones celulares e oito computadores”, segundo o auto de ocorrência aberto pelo Comando Distrital da Polícia da República de Moçambique (PRM) de Nicoadala.

Para terem acesso às instalações, os presumíveis meliantes, com armas brancas em punho, escalaram o muro de vedação, tendo de seguida rendido os guardas.

A proprietária do estaleiro – uma mulher cuja idade já acusa longevidade – foi amordaçada, amarrada os membros inferiores e superiores e submetidos a maus-tratos com o intuito de forçá-la a entregar todo o dinheiro que tinha em sua posse e outros bens valiosos.

Por essa via, os suspeitos conseguiram sair das instalações com o montante a que nos referimos e para evitar a sua identificação danificaram as câmaras de vigilância, o que causou o desaparecimento de todas as imagens registadas sobre o acto.

A PRM em Nicoadala disse ao @Verdade que já está no encalço dos suspeitos e prometeu não descansar enquanto não apanhá-los.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom