Ciclone IDAI inunda Beira e danifica infra-estruturas; não há registo de mortos
Destaques - Newsflash
Escrito por Adérito Caldeira  
Sexta, 15 Março 2019 08:44
Share/Save/Bookmark

O Ciclone tropical Intenso IDAI, de categoria 4 (numa escala de 5), continua a fustigar o Centro de Moçambique. As chuvas fortes que desde quinta-feira (14) caem deixaram a cidade da Beira inundada e há registo de muitas infra-estruturas danificadas pelos ventos muito fortes que se continuam a registar. Não há energia eléctrica devido a inundação da sub-estação da Munhava e as comunicações por telefone ou internet estão cortadas. Não há registo oficial de vítimas mortais.

Uma actualização do Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) na manhã desta sexta-feira (15) indica que o IDAI está a enfraquecer, "mas mantendo se como Ciclone Tropical de categoria 3, com ventos de 140 quilómetros por hora e rajadas até 160 quilómetros por hora e espera se que até as14 horas baixe a intensidade dos ventos para 70 quilómetros por hora e mantendo o seu movimento como Depressão Tropical em direção a província de Manica".

De acordo com o INAM este sistema já está influenciar o estado de tempo nas províncias da Zambézia (distritos de Chinde, Luabo, Inhassuge e Mopeia), Sofala (todos os distritos), Manica (todos os distritos), Tete (distritos de Changara, Mutarara, Doa, Marara, Cahora Bassa, Moatize, Chiuta e Cidade de Tete) e Inhambane (distritos de Govuro, Inhassoro, Vilankulo e Massinga) com ventos muito fortes (140 a 160 quilómetros por hora), acompanhados por chuvas muito fortes ( mais de 150 milímetros em 24 horas) e trovoadas severas.

Na cidade da Beira o Ciclone IDAI está a causar inundações nos bairros: Alto Manga, Ndunda, Manga Mascarrenha, Vaz, Munhava, Macurrungo, Chipangara, Chaimite (Praia Nova), Maraza, Pioneiros, Matacuane, Mananga, Chota, Muhava, Esturo, Matador, Vila Massane, Maganza, Inhamizua, Chingussura, Nhaconjo, Pontagea e Macuti onde se pode ver também a destruição de habitações e infra-estruturas públicas causada pelos ventos fortes.

Fonte da Administração da Electricidade de Moçambique revelou ao @Verdade que a falta de energia deriva da inundação da sub-estação da Munhava, "não podemos ligar"!

As conexões de telecomunicações com o Centro de Moçambique também estão limitadas.

As autoridades não reportaram, ainda, nenhuma vítima mortal da acção directa do Ciclone IDAI.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 15 Março 2019 12:43
 
Avaliação: / 1
FracoBom