Menor portadora de albinismo raptada, assassinada e desmembrada em Nampula
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  
Quinta, 09 Maio 2019 07:24
Share/Save/Bookmark

Uma menor portadora de albinismo foi raptada, assassinada e desmembrada no passado dia 2 na Província de Nampula com o objectivo de traficar partes do seu corpo para o Malawi. É o segundo caso em 2019 de um mal que parecia controlado em Moçambique.

De acordo com a Polícia da República de Moçambique a rapariga, menor de idade, foi raptada da residência dos país no Distrito de Murrupula, assassinada numa mata e os seus braços e pernas decepados para serem vendidos no Malawi.

“Este é o segundo caso do género que registamos este ano em Nampula” revelou o porta-voz da corporação em Nampula, Zacarias Nacute, que disse ainda a jornalistas que nos dois casos os criminosos detidos indicaram como móbil do crime o interesse de compradores estrangeiros do Malawi e da Tanzania.

O assassinato de cidadãos portadores de albinismo em Moçambique atingiu níveis dramáticos entre 2015 e 2016 quando dezenas de cidadãos foram mortos e partes dos seus corpos foram traficados para feiticeiros que os usam em rituais que alegadamente trazem sorte e riqueza.

Na altura o @Verdade apurou que se pagava entre 2 mil Dólares norte-americanos (cerca de 160 mil meticais) por um membro ou 75 mil Dólares (aproximadamente 34,5 milhões de meticais) para um “conjunto completo”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom