Presidente Nyusi entrega “Casa Mateus 25” à Igreja Católica
Destaques - Newsflash
Escrito por Adérito Caldeira  
Quinta, 05 Setembro 2019 22:26
Share/Save/Bookmark

No término do segundo dia da Visita Apostólica a Moçambique o Papa Francisco recebeu a “Casa Mateus 25” doada pelo Governo à Igreja Católica para acolher portadores de deficiência, toxicodependentes e outros cidadãos abandonados pela sociedade. “A visita do Papa despertou o coração do Presidente (Filipe Nyusi) doando uma casa para o Programa Mateus 25”, explicou ao @Verdade a Irmã Silvina Monachello.

Num evento privado que decorreu ao entardecer desta quinta-feira (05), no bairro da Malhangalene, o Chefe de Estado entregou formalmente à Igreja as instalações reabilitadas a propósito da Visita Apostólica.

Inspirado no Evangelho de Mateus que no capítulo 25 prega “Tive fome e destes-me de comer...” a obra da Nunciatura do Vaticano em Moçambique iniciou há pouco mais de um ano e tem o objectivo de acolher, confortar e dar de comer a quem precise. Arrancou no passeio do Parque dos Continuadores, há poucos metros da Presidência da República, cresceu para o pátio da Igreja da Nossa Senhora das Victórias até que: “A visita do Papa despertou o coração do Presidente (Filipe Nyusi) doando uma casa para o Programa Mateus 25”, confidenciou ao @Verdade a Irmã Silvina Monachello.

Com instalações próprias o Programa transformou-se numa real “Casa Mateus 25” e foi abençoada pelo Santo Padre que chegou no papa móvel, depois de encontrar-se com membros do clero na Catedral da Imaculada Conceição.

A Irmã Silvina contou ao @Verdade que Jorge Mario Bergoglio furtou-se ao ritual ensaiado durante os últimos dias. Desceu do papa móvel, passou pela placa que tinha abençoado horas antes no Palácio da Ponta Vermelha e “foi logo atraídos pelos mais desamparados”.

“Foi imprevisível, fez a caminhada inversa do que tínhamos programado, desceu do carro e foi logo foi ao encontro dos doentes e deficientes”, relatou a freira salesiana que não está preocupada com uma avalanche de necessitados agora que a “Casa Mateus 25” tornou-se numa das mais conhecidas em Moçambique. “Deus providenciará, nós quando começamos na rua não pensávamos em ter uma casa assim”.

Actualmente atende todos os dias entre uma a duas centenas de cidadãos, A dona da “Casa Mateus 25”, a Irmã Domingas, ainda emocionada, “foi o primeiro Papa que me tocou. Vocês nem imaginam a alegria que brota no coração”, revelou ao @Verdade que nesta sexta-feira, após a Santa Missa e quando o Sumo Pontífice estiver a deixar Moçambique o Presidente Filipe Nyusi irá formalmente inaugurar o novo lar dos excluídos pela sociedade.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 06 Setembro 2019 21:20
 
Avaliação: / 1
FracoBom