Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

 

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Actualizado em Sábado, 08 Dezembro 2018 08:24
 

Há 43 anos, o povo moçambicano vive uma grotesca mentira habilmente promovida pelo Governo da Frelimo. Todos os dias, os moçambicanos são confrontados com demonstrações cabais da falta de traquejo e de entendimento por parte dos seus dirigentes. É, diga-se em abono da verdade, deprimente encontrar indivíduos a frente das instituições públicas e/o do Estado, que têm estado a lavrar relatórios falsos, prejudicando a população.

 

Indubitavelmente, acabar com os casamentos prematuros deve ser um imperativo nacional, dada as nefastas consequências que a prática representa na vida e no futuro das raparigas, e não só. Quase todos os dias, assistimos até à exaustão a inúmeras campanhas e iniciativas em torno deste drama, porém, os casos tendem a ganhar proporções bastante alarmantes.

Essa vergonhosa realidade deve-se, em grande medida, a falta de iniciativas claras e concretas para acabar com esse mal que, na verdade, é fruto da pobreza extrema em que vivem milhares de moçambicanos. Não se pode pensar em combater aos casamentos prematuros sem antes erradicar a “fome” que fustiga as famílias moçambicanas, sobretudo no meio rural.

 

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Actualizado em Domingo, 02 Dezembro 2018 09:33
 

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Actualizado em Sábado, 01 Dezembro 2018 12:09
 

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

 

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Actualizado em Sexta, 23 Novembro 2018 12:21
 

Já é sabido – por experiência feita – que a forma como é conduzido o processo eleitoral em Moçambique é intrinsecamente uma trapaça, uma vez que não se vislumbra o pleno exercício da cidadania e democracia. Como sempre, este ano voltámos a brincar às eleições e no próximo ano também voltar-se-á a brincar às eleições, pois ainda prevalece um grande défice democrático no país provocado por instituições como o STAE, a CNE e o Conselho Constitucional.

Actualizado em Sexta, 23 Novembro 2018 09:03
 

Os nossos leitores elegeram os seguinte Xiconhocas na semana finda: