O que se está a passar em Moçambique é sem dúvidas uma amostra grátis da falta de respeito, sensibilidade e compaixão para com o sacrificado povo moçambicano. Desde que, há anos, o Governo da Frelimo pendurou-se no poder tem vindo alegre e sistematicamente a empurrar os moçambicanos para o vale da desgraça. Estes são obrigados a sobreviver à essa violência e didatura absoluta. E o mais dramático é que a população é forçada a ouvir zombar mascarada de aconselhamento através dos órgãos de informação.

Actualizado em Domingo, 25 Junho 2017 09:48
 

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Actualizado em Sexta, 23 Junho 2017 07:41
 

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Actualizado em Sábado, 24 Junho 2017 06:17
 

Figura de vulto na política europeia do pós-guerra, Helmut Kohl levou adiante a reunificação da Alemanha e foi um dos impulsionadores do euro durante um Governo de 16 anos como chanceler alemão que cobriu as tumultuadas décadas finais do século 20. Kohl morreu na manhã desta sexta-feira em sua casa de Ludwigshafen, de acordo com a mídia alemã, aos 87 anos de idade.

 

Subitamente, o Presidente da República, Filipe Nyusi, sentiu uma ligeira comichão num dos seus órgãos sensoriais, neste caso a língua, e decidiu soltar uma das suas primeiras frases feitas para entreter o povo: Moçambique está de volta. O Chefe de Estado começou por dizer esta expressão aquando da realização do Fórum das Infra-estrutura em Tete. Recentemente, Nyusi, que se encontra de visita aos Estados Unidos da América, durante a sua intervenção na sessão de abertura da 11ª Cimeira de Negócios Estados Unidos da América e África, voltou a dizer que Moçambique está de volta.

 

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

 

Os nossos leitores elegeram a seguinte Xiconhoquice na semana finda:

 

Nunca antes os moçambicanos estiveram tão apreensivos, como tem estado a acontecer nos últimos dias. Há motivos mais do que suficientes para isso: os moçambicanos querem que os arquitectos da maior e mais qualificada burla de todos os tempos, a que foi cinicamente baptizada de Dívida Pública, sejam responsabilidados. Ninguém, hoje em dia, está preocupado com o nome de que esteve a frente dessa trapaça, até porque já é de conhecimento do público. O que interessa neste momento é que os culpados pela desgraça dos moçambicanos sejam exemplarmente punidos.

Há sensivelmente um mês que os moçambicanos aguardam impacientemente pela divulgação dos resultados da Autoria Independente feita aos negócios obscuros das empresas EMATUM, MAM e Proindicus pela Kroll. A Procuradoria-Geral da República (PGR) prometeu publicar o documento após terminar a análise, porém, até então não aconteceu. Tudo indica que a nossa Procuradoria da República anda ocupada com assuntos comésticos.

 

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

 

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda: