Mamparra of the Week
Escrito por Luís Nhachote  
Quinta, 09 Outubro 2014 18:23
Share/Save/Bookmark

Meninas e Meninos, Senhoras e Senhores, Avôs e Avós

O mamparra desta semana é o líder do Forúm dos Desmobilizados de Guerra de Moçambique (FDGM), Hermínio dos Santos, que, numa metamorfose até então ao alcance dos camelões, decidiu abandonar a Perdiz e ingressar no Batuque e Maçaroca.

A camaleónica mudança do líder dos desmobilizados ocorreu dias depois de ter anunciado, a plenos pulmões, o apoio da agremiação que dirige à Renamo, sem o consentimento dos seus pares. Nesta segunda-feira, (06), Hermínio dos Santos foi publicamente apresentado como ‘troféu’ do partido Frelimo, facto que o coloca ao nível igual ou superior aos camaleões, pelo dom de mudança da cor da pele.

Uma mamparrice inovadora! Hermínio dos Santos foi detido várias vezes e conduzido à cadeia, em virtude da sua liderança ao movimento reivindicativo da causa dos desmobilizados de guerra. Hermínio foi posto sob prisão domiciliária ilegal, sitiado pela Força de Intervenção Rápida (FIR) e, numa destas vezes, até raptado pelas forças policiais e conduzido à cadeia. Hermínio dos Santos foi agredido às ordens dos políticos a quem hoje declara o seu ‘incondicional apoio’.

Em julho deste ano, os homens que agora apoia proibiram-no de realizar reuniões com os membros do FDGM em sua casa e ele, aparentemente ofendido, andou a vociferar aos quatro cantos, maldizendo a liderança da sua nova ‘paixão’. Quando se pensava que o acto cameleónico se tinha esgotado, o mamparra desta semana teve o desplante de ir a um canal televisivo reafirmar a sua militância na Perdiz.

O líder dos desmobilizados talvez esteja a sofrer de uma esquizofrenia aguda e, quiçá, um psicanalista explique como é que alguém, em pleno gozo das suas faculdades mentais, num dia aparece com camiseta, chapéu e bandeira da RENANO a cantar e a dizer que todos os desmobilizados irão votar na RENAMO... e, dois dias depois, aparece ao lado de quadros da FRELIMO e a dizer que lhes oferece total apoio... Será que os desmobilizados de guerra merecem este tipo de dirigentes?

Rezam as crónicas bastantes da Bíblia Sagrada que Judas Iscariotes, um dos doze apostólos de Jesus Cristo que o vendeu por trinta dinheiros, após o filho de Deus ser entregue para, sem culpa ser crucificado, ter tido a coragem de ser o protagonista do seu último acto, suicidando-se.

Não estamos a sugerir que Hermínio se suicide, mas cremos que Judas ao lado dele “é miúdo”. Haja vergonha!!!

Alguém tem que pôr um travão neste tipo de mamparrices.

Mamparras, mamparras, mamparras.

Até para a semana, juizinho e bom fim-de-semana!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quinta, 09 Outubro 2014 18:28
 
Avaliação: / 1
FracoBom