Mamparra of the Week
Escrito por Luís Nhachote  
Quinta, 30 Outubro 2014 14:55
Share/Save/Bookmark

Meninas e Meninos, Senhoras e Senhores, Avôs e Avós

O mamparra desta semana é o Ministério da Juventude e Desportos, que, às portas do “Mundial” de Karate, na disciplina de Tang So Doo, alega não ter “dinheiro para as passagens áreas” para os nossos representantes da modalidade que normalmente têm trazido medalhas de ouro.

Os nossos representantes desta disciplina já elevaram várias vezes e bem alto o nome de Moçambique, como “CAMPEÃO MUNDIAL”, resgatando a propalada “auto-estima”, mas os cerébros do Ministério dirigido por Fernando Sumbana parecem não estar a descortinar esse facto. O “Mundial” deverá realizar-se entre os dias 2 e 9 de Novembro e os nossos representantes acabam de ser mamparramente informados da “falta de fundos para as passagens áereas”, por cerébros daquele ministério...

Esta mamparrada do ministério de Sumbana pode ser explicada numa atitude daquele ministro, que em Julho último pura e simplesmente ignorou a selecção nacional de Tang Soo Do, chegada de fresco ao país com medalhas que elevaram bem alto o nome de Moçambique pelos quatro cantos da superficíe terrestre. Nessa mamparrada, em tempo útil aqui tratada, na bagagem da selecção nacional de karatecas, vieram quinze medalhas, sendo que destas cinco são de ouro. Sim, de ouro!

Foram essas medalhas de prata, bronze e ouro que fizeram com a que a nossa bandeira (vou agora plagiar o Presidente Guebuza da “nossa pátria de heróis” ) subisse no mastro do concerto das nações do Karate, sob a entoação do hino nacional, Ó Pátria Amada. Mas lá está, para o ministro da Juventude e Desportos, o Tang Soo Do deve ser uma modalidade que não consta da propalada agenda de “combate à pobreza”, daí a “falta de fundos para as passagens aéreas”.

De tão empobrecidos que são os enunciados desse “combate à pobreza”, ela mesmo (leia-se a pobreza) terá batido de forma retumbante e asfixiante no corpo e no espírito do mamparra desta semana!!!.

Em julho, os nossos campeões mundiais, segundo soubemos, saíram do aeroporto como meros anónimos, orgulhosos das medalhas e tristes pelo pontapé na sua dignidade protagonizado pelo máximo descanso dos dirigentes da área.

Um insulto ao esforço e à dedicação de quem transportou o país com fibra e garra. Sem direito a recepção e mensagem alguma de agradecimento!!! Que barbaridade!!!

É o cúmulo da arrogância a passear, sem freios, a sua classe.

Alguém tem que pôr um travão neste tipo de mamparrices.

Mamparras, mamparras, mamparras.

Até para a semana, juizinho e bom fim-de-semana!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quinta, 30 Outubro 2014 17:47
 
Avaliação: / 1
FracoBom