Mamparra of the Week
Escrito por Luís Nhachote  
Quinta, 27 Novembro 2014 17:09
Share/Save/Bookmark

Meninas e Meninos, Senhoras e Senhores, Avôs e Avós

O mamparra desta semana é a governadora da Cidade de Maputo, Lucília Hama, que num laivo de desprezo de constar nos manuais da arrogância e da estupidez, apelou, sem apelo nem agravo, que os seus compatriotas, em momentos de crise, se esforçassem por alturas da quadra festiva que se avizinha, e comessem patas e pescoços de galinha!

 

Hama, a Lucília, teve direito a espaço nobre que as televisões oferecem a distintas personalidades, para estender tal apelo que levantou uma indignação popular sem precedentes, virando, por isso, motivo de chacota nas redes sociais.

 

Aliás, mais do que um apelo, tratou-se de um “encorajamento” para que as vítimas do “Riqueza Absoluta” aproveitem os derivados do frango e do peixe.

A governadora disse que o desafio do seu governo é garantir que durante a próxima quadra festiva, todos os cidadãos tenham algo para comer e assim ela exortou os maputenses a racionalizarem os principais alimentos, nomeadamente o frango e o peixe.

Na perpectiva atómica de Lucília Hama, se os maputenses não puderem comprar o frango, pelo menos devem garantir que tenham nos seus pratos, seus derivados, tais como patas ou pescoços. O importante é que comam.

Hama, a Lucília, não disse se ela e os membros do Governo irão também, em jeito de solidariedade, comer tais derivados.

Onde foi que estes mamparras interiorizaram tamanha arrogância, sem recurso à defesa na praça pública?

Que raio de declarações públicas, requintadas de gozo, são estas que trilham impunemente a pátria amada?

Mas as mamparrices de Lucília Hama vêm há muito galgando impunemente, tal como em Junho do ano passado, quando se deteve a comentar sobre o conflito militar entre o Governo do seu chefe (Leia-se Armando Emilio Guebuza)!

A ‘piada’ de muito mau gosto da governadora da Cidade de Maputo, irá, sem dúvidas, constar nos tratados da arrogância e mesquinhez!

É o cúmulo da arrogância a passear, sem freios, a sua classe.

Alguém tem que pôr um travão neste tipo de mamparrices.

Mamparras, mamparras, mamparras.

Até para a semana, juizinho e bom fim-de-semana!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quinta, 27 Novembro 2014 18:22
 
Avaliação: / 4
FracoBom