Escrito por Redação   
Terça, 16 Abril 2019 21:10

Produzido por uma equipa de investigadores do Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE), coordenada por Salvador Forquilha, este novo “Barómetro da Governação Municipal (BGM) 2018” mede a percepção dos munícipes em relação ao desempenho da governação municipal em diferentes vertentes da actuação dos órgãos e serviços municipais. O BGM foi concebido com a finalidade de facilitar um diálogo construtivo entre a Associação Nacional dos Municípios de Moçambique (ANAMM) e o Governo na área do desenvolvimento municipal bem como disponibilizar ao público uma base de dados com informação relevante sobre os municípios, além de contribuir para uma melhor definição de áreas prioritárias de acção para os governos municipais e observação e monitoria das mudanças ao longo do tempo.

 
Escrito por Redação   
Terça, 16 Abril 2019 07:20

Como uma nota introdutória que nada pretende introduzir, permitam-me caros leitores advertir antes de mais que, o presente artigo não constitui e nem pretende ser um material científico ou informativo com o rigor técnico, metodológico e epistemológico exigido. É na maior das miragens, uma simples retrospectiva e manifestação de desagrado de um Moçambicano que como os outros milhões, vai sentindo a dor e o sofrimento dos irmãos da Beira, agudizado pela ambição imensurável de alguns servidores do “povo” que sem se preocuparem com os meios, lutam para alcançarem os seus objectivos, enriquecer.

 
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Sexta, 12 Abril 2019 07:53

A falta de planeamento urbano no nosso país é um grande problema. Dentre os variados cenários existentes de evidente não implementação dos planos de urbanização, é possível observarem-se residências e outras infra-estruturas instaladas nas proximidades das vias de acesso.

 
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Terça, 02 Abril 2019 15:28

O IDAI foi e está sendo devastador. Milhares de cidadãos abrangidos, patrimónios privados e públicos perdidos, infra-estruturas destruídas, vidas que sofreram mudanças violentas em poucas horas. O texto tem como título o day after (o dia seguinte/depois) do ciclone. Isto é, quando as primeiras acções de emergência (fornecimento de água e alimentação, restabelecimento das vias de comunicação (mesmo que precário) e de telecomunicações estiverem concluídos. Trata-se de restabelecer, quanto possível, a economia, os serviços, os alojamentos, enfim…o modo de vida das pessoas.

 
Escrito por Redação   
Terça, 02 Abril 2019 07:28

Este IDeIAS nº 110, da autoria de Crescêncio B.G. Pereira, relata o decurso da eleição municipal de 2018 em Marromeu. O texto constata que apesar da forte competição política verificada, sobretudo durante a campanha eleitoral, a parcialidade, falta de transparência e de profissionalismo por parte dos órgãos de gestão eleitoral e da polícia, particularmente nas fases da votação e apuramento de votos, descredibilizaram a eleição naquela vila municipal, tornando-a num falhanço democrático.

 
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Quinta, 28 Março 2019 07:16

O Banco Central está promovendo a constituição do Fundo Soberano em Moçambique. Este texto pretende referir o que é um FS, porque e em que circunstâncias se constitui, para que serve, como deve funcionar, ajustando-se a cada realidade. Alguns países têm FS e cada um possui regras e utilizações diferenciadas. As realidades não são similares, por exemplo, Noruega e Timor Leste. Essas experiências estão sendo consideradas. Em muitos casos, as lições das más experiências são também importantes, por exemplo, para se evitarem desvios (uso indevido, desvios de dinheiro, falta de transparência na gestão, politização e controle do poder e das suas elites).

 
Escrito por Redação   
Terça, 05 Março 2019 07:22

Parece que, no meu labirinto tudo é aceite e ninguém deve reclamar, teme-se que qualquer coisa possa acontecer…! Aqui, é onde as decisões são tomadas e só depois do seu impacto e prejuízo é que se possível podem ser analisadas. “Não há mais dispensas para o ensino geral em Moçambique, ou seja, não há dispensas nas classes de exame”. Esta foi a última das mais trémulas notícias de Janeiro de 2019, dada pelo nosso tão intransigente governo, que diz se ter baseado no número 2 do artigo 83 do regulamento de avaliação do ensino primário, secundário, alfabetização e educação de adultos.

Actualizado em Terça, 05 Março 2019 08:09
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 42