Escrito por Redação   
Terça, 14 Janeiro 2020 21:49

É do domínio público que numa democracia representativa o deputado representa e defende os interesses do cidadão. Através do voto o cidadão escolhe o seu representante para defender os seus interesses no parlamento, aliás, este é o modelo da democracia moçambicana e de alguns países além fronteira. Mas esse tipo de democracia peca, visto que o deputado não cumpre o seu dever. A maioria dos deputados ou quase todos não a próxima aos cidadãos após as eleições para ouvirem as preocupações do eleitorado. Este é o pecado capital da democracia representativa!

 
Escrito por Redação   
Quinta, 19 Dezembro 2019 21:23

EDUCAÇÃO significa um meio de transmissão de hábitos, costumes, concepções e valores de uma sociedade de modo a moldar o comportamento do ser humano e torná-lo útil a sociedade a que pertence.

 
Escrito por Redação   
Terça, 10 Dezembro 2019 23:49

Ragendra de Sousa está em campanha contra a sobretaxa do açúcar. O aeu argumento assenta em dois pontos: (i) a sobretaxa faz o açúcar mais caro 30% do que no mercado mundial; e (ii) não se pode manter o estatuto de indústria nascente para sempre. Pode deduzir-se, destes pontos, que: (i) a retirada da sobretaxa vai reduzir o preço do açúcar para o nível do mercado mundial; (ii) que a sobretaxa foi introduzida por causa do estatuto de indústria nascente que a indústria açucareira tinha; e (iii) a manutenção da sobretaxa é prejudicial tanto para os consumidores (que pagam mais pelo mesmo produto) como para a indústria açucareira (que não tem incentivo para se tornar mais eficiente). Este é o modelo analítico típico encontrado em qualquer manual neoclássico básico de introdução à economia. Mas, este argumento tem pouco, se alguma coisa, de aplicável à indústria açucareira real em Moçambique.

 
Escrito por Redação   
Quinta, 05 Dezembro 2019 22:01

Numa reunião publica recente, o ministro da Indústria e Comércio fez duas declarações que, voluntária ou involuntariamente, revelam as grandes tensões da política económica do governo, herdadas de duas décadas anteriores. Primeira, defendeu os incentivos fiscais dados aos grandes projectos/empresas, usando os três argumentos mais comuns: (i) sem os incentivos não teríamos investimento; (ii) os incentivos abrangem investidores nacionais e estrangeiros; e (iii) quem critica os incentivos está errado e tem o "olho na grana".

Actualizado em Domingo, 08 Dezembro 2019 10:56
 
Escrito por Redação   
Quinta, 05 Dezembro 2019 00:38

Professor Zualo era um grande engenheiro em ensinar a matemática de forma mais simples. Com a sua forma extraordinária forma de ensinar as equações, os logaritmos, deixou os alunos loucamente apaixonados pelos números. Ele cometeu o homicídio do velho ditado: matemática é um bicho de sete cabeças. Para os alunos, já era um bicho sem cabeça, que era controlado por eles, pois ele já tinha cortado todas. Os alunos Matematicavam sem atropelar as contas. Pareciam contas de trocos que quase ninguém falha.

 
Escrito por Redação   
Terça, 26 Novembro 2019 22:23

As células do nosso organismo necessitam de substâncias que são fornecidas pela alimentação para permitir o seu crescimento e a sua diferenciação, bem como para originar e reparar outros tecidos face a ocorrência de lesões. Assim, um alimento é nutritivo quando colabora ou sustenta os processos de manutenção da vida e, por sua vez, um alimento bom pode se tornar perigoso quando ingerido em excesso ou em condições inapropriadas. Em outras palavras, a alimentação diária do indivíduo deve variar constantemente, de forma a suprir todas as carências relacionadas com as suas actividades biológicas.

Actualizado em Quarta, 27 Novembro 2019 07:19
 
Escrito por Redação   
Terça, 05 Novembro 2019 20:46

O termo “chapa 100” no contexto moçambicano refere-se aos meios de transporte rodoviários de passageiros com capacidade de 15 a 34 lugares. Esses carros, na sua maioria, são de uso de pessoas privadas, quer sejam singulares quanto colectivas. No entanto, o aumento diário significativo deste meio de transporte deve-se à incapacidade das autoridades municipais e das associações dos transportadores. Não obstante, o termo passageiro tem sido usado para designar uma pessoa que realiza uma viagem em algum tipo de transporte sem ser quem o conduz e sem fazer parte da tripulação.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 45