Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 06 Outubro 2017 08:09
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores elegeram as seguintes xiconhoquices na semana finda:

Queda de Moçambique no Ranking de Competitividade

A queda de Moçambique no Ranking p de Competitividade vem apenas demonstrar o quão o Governo da Frelimo tem estado a empurrar o nosso país para a desgraça. O mais caricato é que a Frelimo tem estado a vangloriar- se de feitos supostamente brilhantes que tem alcançado, quando na verdade não passa de conversa para boi dormir. Porém, o Fórum Económico Mundial (WEF, na sigla em inglês) divulgou o seu Ranking de Competitividade onde o nosso país afundou para o 136º lugar, dentre 137 países avaliados. Com uma pontuação de 2,9, contra 3,1 do ano passado, só é pior do que o nosso país o Iémen. Ou seja, Moçambique caiu para o penúltimo lugar devido a fragilidade das instituições do Estado, ao ambiente macroeconómico que piorou, ao difícil acesso a financiamentos bancários e a corrupção. Nos últimos tempos, Moçambique tem vindo a cair de forma vertiginosa. Quanta vergonha!

Discurso sobre combate a corrupção sem nenhuma acção

Os discursos vazios e sem nenhuma ç acção de combate à corrupção já começam a causar náuseas. Esporadicamente, quando está diante de alguns pés de microfone, o Presidente da República, Filipe Nyusi, aparece com o seu discurso enfadonho de que está preocupado com a corrupção que se enraizou em todas as instituições públicas e/ou do Estado. O caso mais recente de hipocrisia foi quando Nyusi abriu a boca, durante o XI Congresso da Frelimo, para expelir que o combate a corrupção é o mais urgente e vital de todos os desafios. É, sem dúvidas, uma grande g piada ouvir tamanha estupidez, pois é sabido que ainda está para nascer na Frelimo a pessoa que vai combater a corrupção. Aliás, a própria Frelimo é o epicentro da corrupção que tem estado a levar o país ao abismo. Portanto, a pergunta que se coloca é: onde já se viu corruptos a combaterem a outros corruptos?

Balas “perdidas” da polícia que mataram cidadãos

A Polícia da República de Moçambique (PRM) tem estado a dizimar cidadãos moçambicanos. Quase todos os dias, dezenas de moçambicanos são assassinados pela Polícia que sempre alega balas perdidas, o que de certo modo mostra o despreparo dos membros da PRM. O exemplo mais recente desse despreparo deu- -se com um jovem que morreu, vítima de baleamento supostamente efectuado por um agente da Unidade de Intervenção Rápida (UIR), em Nampula. O homicídio aconteceu na zona do Aeroporto, quando o malogrado encontrava-se a arrancar mangas verdes nas imediações do quartel da UIR. Para além de uma perfuração a tiro, o corpo do finado apresenta várias escoriações, o que leva a presumir que ele foi igualmente submetido a maus-tratos. Até quando esse bando de insensíveis vai continuar a tirar a vida de cidadãos moçambicanos honestos e indefesos?

Comentários   

 
0 #1 Dominick 11-10-2017 15:27
Добавить сайт во все поисковые системы мира, лучшие веб-каталоги, бизнес-справочн ики и др.
Публиковать свои новости и статьи на сайты схожих тематик.
Сайте добавить вам качество обратных ссылок и целевых посетителей.
Вы сможете быстро обогнать своих конкурентов с Sitesadd.


My web blog :: site add: https://sitesadd.com/
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom