Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 26 Janeiro 2018 08:13
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores escolheram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

População que fez justiça pelas próprias mãos em Zongoene

É urgente que se faça uma campanha de sensibilização à população para que não faça justiça com as próprias mãos, pois isso é uma situação inadimissível num Estado de Direito. Numa demonstração cabal de que o Estado perdeu o controlo da situação duas pessoas morreram nas mãos de populares enfurecidos, algumas infra- estruturas e viaturas foram incendiadas, vários bens foram destruídos e outros pilhados, no posto administrativo de Zongoene, no distrito de Limpopo, província de Gaza. Enfim, é preciso educar a população.

Ancião que mantinha escrava sexual

Quando parecemos uma sociedade evoluída, eis que somos surpreendidos com situações deveras triste. O caso mais recente tem a ver com o cidadão de 75 anos de idade que está a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), no distrito de Matutuine, província de Maputo, indiciado de cárcere privado a uma adolescente de 15 anos de idade, por transformá-la em sua escrava sexual e submete-la a maus-tratos. Este caso mostra o quão doentia anda a nossa sociedade e o Xiconhoca em alusão não deveria ficar ímpune.

Filipe Nyusi

Definitivamente, o Presidente da República, Filipe Nyusi, anda com os sentidos embotados. Num dos seus discursos lunáticos, dirigindo-se aos diplomatas acreditados em Moçambique, Nyusi disse que a corrupção é por vezes trazidas ou exportadas de outros país. Na sua santa sapiência, o Chefe de Estado, por sinal o líder de um dos países mais corruptos do mundo, acredita que o seu Governo em particular e o seu partido em geral é constituído por santos que têm sido corrompidos pelos estrangeiros. Sem dúvidas, está para nascer o pior Xiconhoca do que este.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom