Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 08 Junho 2018 07:52
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

INE adia divulgação dos resultados do Censo

Por alguma carga de água, o Instituto Nacional de Estatística (INE) continua a adiar a divulgação dos resultados do IV Recenseamento Geral da População e Habitação (CENSO 2017). Já vamos ao meio do ano e até então não há resultados definitivos da contagem da população moçambicana. Aliás, o único dado em que o INE anunciou é de que actualmente o país tem aproximadamente 28 milhões de habitantes. Diga-se em abono da verdade, que esse adiamento é propositado, pois visa encobrir os números do recenseamento eleitoral. É de conhecimento de todos que o processo de recenseamento eleitoral esteve impregnado de várias irregularidades propositadamentes provocadas pela Comissão Nacional das Eleições. Essa atitude não passa de uma grande e vergonhosa Xiconhoquice.

Silêncio do Comandante em Chefe sobre terror em Cabo Delgado

A situação que se vive em Cabo Delgado, norte de Moçambique, é bastante preocupante. Esta semana, sete pessoas foram assassinadas na aldeia de Naunde, no distrito de Macomia, pelo mesmo grupo que está aterrorizar a província de Cabo Delgado, onde decapitou outros dez cidadãos no passado dia 27, e que é apelidado pelos locais de Al Shabaab. Outros cinco civis foram decapitados no domingo (03) na aldeia de Rueia. Diante dessa situação, o que mais atenção é o silêncio ensurdecedor do Presidente da República e Comandante em Chefe das Forças de Defesa e Segurança relativamente a este clima de terror que se vive nessa região.

Atitude da PRM

A Polícia da República de Moçambique (PRM) é, na verdade, uma grande comédia, para não dizer uma farsa. Ao invés de proteger os cidadãos, a Polícia moçambicana tem estado a matar indivíduos indefesos. Aliás, a PRM só dispara para matar assaltantes e suspeitos de rapto. A título de exemplo, depois da situação que se verificou em Nampula, a Polícia assassinou dois cidadãos acusados de prática de assaltos à mão arma e causou lesões graves a uma mulher que na altura estava na companhia dos malogrados. O mais caricato é a mesma Polícia parece não ter interesse em apurar a verdade em relação ao grupo que tem estado a semear terror no norte de Moçambiqueo. Quanta Xiconhoquice!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom