Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 22 Junho 2018 08:08
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

BCI

O Banco Comercial e de Investimentos (BCI), que por alguma carga de água se deiz “daki”, é o exemplo mais acabado de Xiconhoca. Enquanto o país definha numa crise económica e financeira sem precedentes, o banco continua a facturar à custa do suor dos moçambicanos. A alegria do BCI vem do investimento feito na Dívida Pública Interna e das taxas de juros de “agiota”, facto que resultou em lucros inéditos, cerca de 8,1 biliões de meticais. É caso para dizer: bando de ladrões!

TRAC

Após garantir que as obras de alargamento da Estrada Nacional número 4 estaria concluídas em Dezembro do ano em curso, a TRAC, a empresa concessionária da EN4, veio a público afirmar que as mesmas estão previstas para o próximo ano (2019). O trabalho arrancou em Abril de 2017 com o fim previsto para Dezembro próximo. No entanto, é caricato quando uma empresa que tem estado a tirar dinheiro dos bolsos dos moçambicanos diariamente atrasa os trabalhos de alargamento das vias, criando embaraços para os utentes das mesmas.

Filipe Nyusi

O Presidente da República, Filipe Nyusi, anda distraído ou finge que não sabe do que tem estado a acontecer no país que ele dirige. É que após sensivelmente um ano do fim do seu mandato deu- -se conta de que afinal os funcionários ou administradores distritais não dominam os assuntos de governação, e que apresentam números dourados. Não é preciso ser Chefe de Estado para chegar a esta conclusão óbvia. É sabido que Nyusi está rodeado por todos os incompetentes que estavam disponível no mercado de trabalho nacional. Xiconhoca!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Domingo, 24 Junho 2018 06:07
 
Avaliação: / 0
FracoBom