Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 03 Agosto 2018 07:44
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Autoridades policiais

Não é novidade para os moçambicanos de que as autoridades policiais moçambicanas não passam de um bando de indivíduos sem agenda. Se não estão a disparar contra cidadãos indefesos, estão a estorquir ou a cometer qualque outra Xiconhoquice. O exemplo disso, é o aparato desnecessário feito para receber Nini Satar. Foi, diga-se em abno da verdade, ridículo o espectáculo protagonizado pela Polícia no Aeroporto Internacional de Maputo, assim como a repressão de populares na província da Zambézia. Bando de Xiconhocas desocupados!

Governo

Os indivíduos que compõem o Governo da Frelimo não devem andar bem de cabeça. Numa atitude de pura loucura ou mesmo que demonstra o consumo excessivo de estupefacientes, o Executivo de Nyusi decidiu criar um órgão para regular os meios de comunicação social no país, introduzindo taxas exorbitantes para o licenciamento e renovação de órgãos de informação e acreditação de jornalistas. Trata-se, na verdade, de uma manobra para pressionar a media independente, uma vez que aos alinhados obviamente não serão cobrar aqueles valores exagerados.

Direcção 1º de Maio de Quelimane

O comportamento da Direcção do Clube de 1º de Maio de Quelimane demonstra não só demonstra a pobreza da nossa mentalidade, mas também o porquê do futebol continuar a ser a modalidade sem grandes conquistas. Aquele bando de Xiconhocas que acreditam no obscuratismo, ao invés de talento e trabalho, decidiu fazer supostamente limpeza dos espíritos dos jogadores do Textáfrica antes do jogo com água e sal. É esse tipo de mentalidade tacanha que atrasa o desenvolvimento de Moçambique.

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 03 Agosto 2018 18:50
 
Avaliação: / 0
FracoBom