Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 26 Outubro 2018 15:00
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Lucas Frederico

Lucas Frederico é daqueles Xiconhocas que devem ser mantidos isolados da sociedade. O sujeito, que neste momento se encontra a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), na Beira, província de Sofala, desferiu duros golpes à sua irmã de apenas quatro anos de idade, por motivos considerados fúteis. Ou seja, o Xiconhoca, de 26 anos de idade, certamente, com os sentidos embotados de cannabis sativa, vulgo soruma, violentou a irmã, menor de idade, alegadamente porque sofria de maus-tratos por parte da sua família. Xiconhoca!

Maria Helena Taipo

Não é surpresa para os moçambicanos sobre o comportamento da antiga ministra do Trabalho e actual embaixadora de Moçambique em Angola, Maria Helena Taipo, em relação ao Instituto Nacional de Segurança Social (INSS). Há vários anos, esta Xiconhoca andou a delapidar aquela instituição de Estado. hoje, ela é citada como arguida principal num caso de corrupção que resultou na apropriação fraudulenta de cerca de 100 milhões de meticais retirados do Instituto Nacional de Segurança Social. Tomará que a Xiconhoca seja exemplamente punida.

Carlos Portimão

O cabeça-de-lista da Frelimo no município de Moatize, na província de Tete, Carlos Portimão, não passa de um Xiconhoca com problemas mentais. O sujeito, mostrando a ignorância por que ainda se rege, decidiu ameaçar “caçar” o jornalista e correspondente da Zitamar News naquela parcela do país, Fungai Caetano, e agredi- -lo fisicamente. O Xiconhoca dirigiu insultos deveras ultrajantes contra a vítima, supostamente por ter multiplicado, numa rede social, uma notícia que o indicia de ter agredido fisicamente o director distrital do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), Júlio Baulene.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Domingo, 28 Outubro 2018 09:33
 
Avaliação: / 0
FracoBom