Xiconhoca
Escrito por Redação  
Sexta, 19 Abril 2019 22:13
Share/Save/Bookmark

Os nosso leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Ricardo Tomás

Se necessidade houvesse de demonstrar que a maioria das pessoas que está na política em Moçambique, e não só, faze-nos principalmente para satisfazer os seus interesses pessoais Ricardo Tomás, e Geraldo Carvalho, são o exemplo mais recente. Os Xiconhocas foram eleitos nas listas do MDM em 2014, a julgar pelas acções públicas de ambos durante as Autárquicas do ano passado ficou evidente que deixaram de comungar com as ideias do partido do "galo". No entanto como não conseguiram tachos na Renamo mantêm-se na bancada parlamentar do MDM afinal o salário de deputados, e as regalias de um mandato completo, são o que mais importa e não defender os interesses do povo e da formação política que os dá de mamar!

Moisés Paulino

Moisés Paulino, o director nacional de combustíveis e hidrocarbonetos no Ministérios dos Recursos Minerais e Energia, quis ser mais papista que o Papa justificando que o Governo não revê os preços da gasolina, gasóleo, petróleo e gás de cozinha desde Novembro de 2018 não só porque os custos nos mercados internacionais baixaram mas “(...) também respeitando a quadra festiva que os moçambicanos tiveram que passar e não perturba-los”. Contudo o Xiconhoca continua a pensar que Moçambique é terra de cegos e que não viram o preço do barril de petróleo baixar quase 25 por cento em finais do ano passado e subir muito pouco nos primeiros meses deste ano, portanto a descida de preços poderia ser muito maior do que os 2 e 1 por cento da semana passada.

Deputados da Frelimo, Renamo e MDM

Os deputados das três bancadas parlamentares da Frelimo, Renamo e MDM mostraram, em consenso, que a Assembleia da República não é a "Casa do Povo" como se diz. Na semana passada, mais uma vez, o interesse do povo por estradas mais seguras e sem sangue foi deixado de lado pelos interesses comerciais dos donos dos camiões que vão poder continuar a assassinar com os seus automóveis de volante à esquerda. São esses Xiconhocas que há várias décadas impedem que os moçambicanos possam viajar de barco pelo país ou mesmo de comboio de forma confortável, segura e barata pois mais importante é eles continuarem a ganhar milhões!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Domingo, 21 Abril 2019 11:18
 
Avaliação: / 1
FracoBom