Dadores de sangue ameaçam abandonar actividades em Nampula
Vida e Lazer - Saúde e bem Estar
Escrito por Redação Centro/ Norte  
Segunda, 15 Setembro 2014 10:40
Share/Save/Bookmark

Os membros da Associação dos Dadores de Sangue em Nampula estão agastados com alegada falta de consideração, nas unidades sanitárias e ameaçam abandonar as actividades, se não forem tomadas medidas no sentido de disciplinar alguns funcionários do sector de Saúde. Os dadores queixam-se de maus-tratos, sobretudo no serviço farmacêutico, quando estes pretendem obter medicamentos de forma gratuita, tal como recomendam as regras hospitalares, em Moçambique.

Em contacto com @Verdade, alguns dadores daquele líquido vital referiram que os farmacêuticos não têm tido mínimo de respeito para com aquela camada social, facto que os desmotiva a continuar com aquele tipo de actividade que tem como principal objectivo a salvação de vidas humanas.

De acordo com Zacarias Juriasse, presidente daquela associação, os dadores de sangue possuem cartões que os conferem o direito de aquisição dos fármacos, em caso de alguma enfermidade, mas os mesmos são pura e simplesmente ignorados pelo pessoal de Saúde, naquela província. "Eles (funcionários da Saúde) alegam que somos pessoas iguais a outras, e por isso devemos pagar os medicamentos e quanto nos recusamos a pagar apelidam-nos de indisciplinados", disse Juriasse, visivelmente preocupado com a situação.

Reagindo sobre o assunto, a directora clínica do Hospital Central de Nampula, Elenía Macamo, admitiu a existência de indivíduos com falta de cultura humanitária, tendo referido que desde que os dadores começaram a se sentir espezinhados, as qualidades de reserva de unidades de sangue reduziram significativamente na maior unidade sanitária da zona norte.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Segunda, 15 Setembro 2014 11:24
 
Avaliação: / 1
FracoBom