Três pacientes com Ébola fogem de hospital do Congo no meio de esforço para controlar surto
Vida e Lazer - Saúde e bem Estar
Escrito por Agências  
Quinta, 24 Maio 2018 08:14
Share/Save/Bookmark

Três pacientes infectados com o vírus mortal do Ébola retiraram-se de uma ala de isolamento de um hospital da cidade congolesa de Mbandaka, disseram autoridades de saúde, enquanto médicos correm para impedir que a doença se prolifere no movimentado porto.

Dois pacientes deixaram o hospital na segunda-feira, disse Henry Gray, chefe da missão dos Médicos Sem Fronteiras (MSF) na cidade, mas foram localizados no dia seguinte.

Yokouide Allarangar, representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Congo, disse que um foi encontrado morto e outro foi mandado de volta ao hospital e morreu pouco depois.

Falando aos repórteres na capital Kinshasa, Allarangar disse que os dois pacientes saíram do hospital com a ajuda de familiares e foram a um “local de oração”.

Fontes do Ministério da Saúde, que pediram para não serem identificadas, disseram que dois polícias foram encarregados de ajudar a rastreá-las.

Outro paciente partiu no sábado, mas foi encontrado vivo no mesmo dia e está em observação, disse.

“Isto é um hospital. Não é uma prisão. Não podemos trancar tudo”, afirmou ele.

O porta-voz da OMS, Tarik Jasarevic, disse que os agentes de saúde dobraram os esforços para localizar contactos dos pacientes. Eles elaboraram uma lista de 628 pessoas que tiveram contacto com casos conhecidos e que precisarão ser vacinadas.

Os casos são um revés nos esforços custosos para conter o vírus, que incluem o uso de vacinas experimentais, e mostram como o empenho para deter sua proliferação pode ser prejudicado por costumes antigos ou pelo cepticismo a respeito da ameaça que ele representa.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom