Lepra aumenta e assola sobremaneira o centro e norte em Moçambique
Vida e Lazer - Saúde e bem Estar
Escrito por Emildo Sambo  
Quinta, 26 Julho 2018 07:40
Share/Save/Bookmark

A lepra, uma doença contagiosa mas curável, está a aumentar no país e tira sono às autoridades de saúde. A ministra do sector, Nazira Abdula, diz que é preciso intensificar o tratamento, sobretudo nas regiões mais assoladas.

A doença, que pode atingir crianças, adultos e idosos, ocorre muito nas províncias de Sofala, Manica e Zambézia (centro), Cabo Delgado e Nampula (norte), segundo o Ministério da Saúde (MISAU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O país foi declarado livre da lepra em 2008. Todavia, volvidos alguns anos, voltou a registar focos desta enfermidade. O grosso dos pacientes que padecem da doença a que nos referimos dirigem-se ao hospital com deformações físicas graves, por desconhecimento ou negligência da disponibilidade do tratamento.

Nesta quarta-feira (25), Nazira Abdula recebeu em Maputo o Embaixador de Boa Vontade da OMS para Eliminação da Lepra, Yohei SasaKawa.

A jornalistas, a governante moçambicana disse que a lepra, também conhecida por Hanseníase e é transmitida através de secreções de pessoas já contaminadas, não tem sinais visíveis, daí a necessidade de se redobrar a atenção para os primeiros sintomas: manchas esbranquiçadas na pele e sem dor.

Aconselha-se que qualquer indivíduo que se apresentem nessas condições se dirijam ao hospital mais próximo da sua comunidade. De Janeiro a Junho deste anoa, o país registou mais de 950 casos de lepra, contra cerca de 700 em 2016.

Em 2017, foram registados 1.926 doentes de lepra, contra 1.681, no ano passado.

Recorde-se que a lepra é contagiosa, podendo passar de pessoa para pessoa através da saliva, sendo que é recomendado que o paciente leproso evite falar, beijar, tossir ou espirrar muito perto de outras pessoas, enquanto não iniciar tratamento.

Durante a sua visita ao país, Yohei SasaKawa vai visitar a província de Nampula, considerada a mais afectada pela doença.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 27 Julho 2018 08:16
 
Avaliação: / 0
FracoBom