Calendário Escolar ainda não prevê interrupção para Gerais de 2019
CAMPUS - Soltas
Escrito por Adérito Caldeira  
Terça, 05 Março 2019 07:26
Share/Save/Bookmark

ArquivoO Calendário Escolar para o Ano Lectivo de 2019 não prevê a inevitável paragem das aulas, durante pelo menos 1 semana, para possibilitar a realização das Eleições Presidenciais, Legislativas e Assembleias Provinciais marcadas para 15 de Outubro. “Não haverá uma interrupção como tal” esclareceu ao @Verdade a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano.

O Ano Lectivo que iniciou no passado dia 1 de Fevereiro está previsto encerrar a 20 de Dezembro próximo, com 38 semanas de aulas e avaliações repartidas por 3 trimestres.

O 1º trimestre está previsto findar a 10 de Maio, após uma interrupção lectiva de 1 semana enquanto o 2º trimestre decorrerá até 23 de Agosto, com férias entre 12 e 23 de Agosto.

As aulas do 3º e último trimestre devem iniciar a 26 de Agosto e decorrer até 15 de Novembro estando os exames da 1ª chamada da 5ª classe programados para 11 a 15 de Novembro, da 7ª classe para 20 a 22 de Novembro, seguidos pelos exames da 10ª classe e 12ª classes. Pelo meio, entre 12 e 16 de Agosto estão marcados os exames extraordinários.

No entanto o documento a que o @Verdade teve acesso não prevê a interrupção das aulas para permitir a realização do processo de votação das Eleições Gerais. O @Verdade questionou a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, Conceita Sortane, porque essa paragem de aulas não está prevista no Calendário Escolar.

“Não haverá uma interrupção como tal mas haverá uma harmonização dos programas de trabalho com o processo eleitoral, mas não são muitos dias” esclareceu a ministra Conceita Sortane.

Acontece que 75 por cento dos postos de votação estão localizados em escolas e pelo menos 70 mil dos membros das assembleias de votação são professores ou funcionários da Educação. Estando as eleições marcadas para 15 de Outubro, uma terça-feira, é mais do que espectável que as aulas tenham de parar para que a votação se realize.

Tendo em conta que este pleito acontece em todo o país a preparação da logística deverá obrigar aos membros das assembleias de votação a estarem disponíveis pelo menos na véspera. A contagem e selagem dos materiais de votação implicará outro dia, senão 2 dias, o que quer dizer que dos 5 dias dessa semana em pelo menos 4 não haverá aulas.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Sexta, 26 Abril 2019 09:29
 
Avaliação: / 5
FracoBom