Representante do Vaticano garante que visita do Papa Francisco a Moçambique não vai influenciar as Eleições Gerais
Tema de Fundo - Tema de Fundo
Escrito por Adérito Caldeira  
Terça, 06 Agosto 2019 07:52
Share/Save/Bookmark

O representante do Vaticano em Moçambique afirmou que a visita de 42 horas que o Papa Francisco fará à Cidade de Maputo, em pleno período eleitoral para as Gerais deste Outubro, não vai “influenciar de alguma maneira as relações políticas internas”. Na óptica de Piergiorgio Bertoldi quando o Santo Padre encontrar-se com Filipe Nyusi “não vai encontrar um candidato para a Presidência, vai-se encontrar com o representante actual do Estado de Moçambique”.

“Pelo pouco que acabo de conhecer dos moçambicanos me parecem suficientemente inteligentes para separar a dimensão de uma visita apostólica da dimensão política e em particular eleitoral. Acho que todos os moçambicanos estejam em altura de compreender que o Presidente da República, não é o presidente da Frelimo, que convidou o Santo Padre, isto é o representante do Estado”, disse a jornalistas nesta segunda-feira (05) o Núncio Apostólico.

O representante do Vaticano em Moçambique, que respondia sobre um eventual aproveitamento político da Visita Papal, disse que quando o Santo Padre encontrar-se com Filipe Nyusi nos dias 4, 5 e 6 de Setembro “não vai encontrar um candidato para a Presidência, vai-se encontrar com o representante actual do Estado de Moçambique e ademais terá também a presença das outras forças políticas no encontro que vai-se seguir”.

“Não acho que a visita do Papa possa influenciar de alguma maneira as relações políticas internas”, enfatizou Bertoldi, numa conferencia de imprensa em Maputo onde foi anunciado o programa detalhado da visita do Papa Francisco, que imagina que a Visita Papal “vai ser um parêntesis na campanha eleitoral, a qual todos os moçambicanos vão reflectir sobre outros temas para depois voltar a fazer as suas escolhas políticas”.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco, revelou que o Santo Padre deverá chegar a Maputo cerca das 18h30 do dia 4 de Setembro, no Terminal Presidencial do Aeroporto Internacional de Maputo onde será recebido pelo Presidente Nyusi com Honras de Estado.

Do Aeroporto até ao local onde irá pernoitar o Sumo Pontífice irá deslocar-se no Papa Móvel, “é desejo dele que ao chegar a Moçambique possa fazer-se muito próximo de cada um dos moçambicanos, no rosto daqueles que vão estar nas ruas”, esclareceu D. António Juliasse, Bispo Auxiliar de Maputo e coordenador de toda visita Papal.

Zimpeto será o ponto mais alto da visita do Papa Francisco

No dia 5 de Setembro o Papa Francisco fará uma visita de cortesia ao Presidente da República no palácio da Ponta Vermelha onde irá encontrar-se ainda com as autoridades, sociedade civil e corpo diplomático e fará o seu primeiro discurso em Moçambique.

O Santo Padre deslocar-se-á em seguida para o pavilhão do Maxaquene para um encontro inter-religioso com jovens, fazendo o trajecto desde a Presidência no Papa Móvel, e deverá efectuar o seu segundo discurso.

Depois de almoçar na Nunciatura o Papa Francisco irá reunir com os bispos, sacerdotes, religiosos, consagrados, seminaristas, catequistas e animadores na Catedral da Imaculada Conceição onde irá proferir o seu terceiro discurso no nosso país.

No fim da tarde do dia 5 o Sumo Pontífice irá deslocar-se, em visita privada, à “Casa Mateus 25” que é um programa de assistência a moradores de ruas que acontece todos os dias na Igreja de Nossa Senhora das Vitórias.

O dia último dia da visita Papal começa cedo no Hospital do Zimpeto, unidade sanitária que existe graças aos apoios da Comunidade de Santo Egídio, de onde partirá no Papa Móvel para o Estádio Nacional do Zimpeto local onde fará a “Santa Missa” cerca das 10 horas.

O acesso ao maior evento público que será dirigido pelo Papa Francisco em Maputo será feito mediante senhas que começarão a ser distribuídas a partir de dia 15 de Agosto em todas as paróquias e também no Gabinete de Coordenação da Visita.

O Governo irá conceder Tolerância de Ponto no dia 6 de Setembro para a Cidade e Província de Maputo para permitir que todos os “maputenses” acompanhem a visita do Papa Francisco que deverá deixar Moçambique, com destino a Madagáscar, cerca das 12h25 num avião das Linhas Aéreas de Moçambique.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom