VTB deverá libertar o Governo de Moçambique da Garantia Soberana ilegal da MAM
Tema de Fundo - Tema de Fundo
Escrito por Adérito Caldeira  
Terça, 27 Agosto 2019 22:54
Share/Save/Bookmark

O ministro da Economia e Finanças revelou a jornalistas em Maputo que o Vnesh Torg Bank(VTB) da Rússia pode libertar o Governo da Garantia Soberana de 535 milhões de dólares, emitida ilegalmente em 2014, “para lidar com o seu o mutuário, que é a MAM”. O @Verdade sabe que durante a recente visita do Presidente Filipe Nyusi ao feudo de Vladimir Putin importantes passos foram dados para um acordo.

O Governo de Filipe Nyusi aguarda que em breve o banco russo VTB desista da Garantia Soberana assinada por Manuel Chang em 2014, violando a Constituição da República e lei orçamental.

“O VTB pode voluntariamente dizer olha no meio desta confusão toda quero libertar o Governo directamente para lidar com o seu inquilino, o mutuário, que é a MAM. Vamos fazer um programa de reabilitação e de ajustamento, um novo plano de negócios e vamos avançar, isso é o que nós gostaríamos”, revelou o ministro Adriano Maleiane num encontro com editores de órgãos de comunicação social, na passada sexta-feira (23).

O Presidente Filipe Nyusi, durante a visita que efectuou à Federação Russa, disse terem sido dado passos relativamente a divida com o VTB.

De acordo com o contrato de financiamento a que o @Verdade teve acesso inicialmente a amortização do capital, que deveria ter iniciado a 23 de Maio de 2016 e se tivesse sido honrada estaria terminada a 23 de Maio último, acrescida de juros custaria a empresa 644.021.520 Dólares.

A MAM nunca pagou nenhuma amortização e o Executivo de Filipe Nyusi também não portanto ambos estão a dar um calote ao banco russo que só em juros vencidos em 2018 contabilizava 188 milhões de Dólares aos quais se juntavam penalizações de 14 milhões Dólares norte-americanos.

O @Verdade apurou que as negociações, que o Governo sempre disse serem mais fáceis pois ao contrário dos credores da EMATUM e Proindicus no que a dívida da MAM diz respeito apenas tem de negociar com o Vnesh Torg Bank, passam por transformar a dívida comercial em bilateral, passando-a para o rol da dívida que Moçambique tem com o Estado russo.

As negociações, que o Governo em Março até informou ao Fundo Monetário Internacional como estando “quase finalizadas”, prevêem ainda que os russos assumam a Mozambique Asset Management, SA (MAM) empresa tem como finalidade a operação de infra-estruturas e as instalações necessárias para permitir a Moçambique oferecer serviços fixos e móveis de manutenção e reparação de embarcações em Maputo, Beira e Pemba tendo como potenciais clientes as multinacionais que estão envolvidas na indústria do petróleo e gás no nosso país.

São também parte do património da MAM as lanchas rápidas adquiridas na negociata com o Grupo Privinvest que possibilitarão aos russos uma porta de entrada no negócio securitário das multinacionais do petróleo e gás.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quarta, 28 Agosto 2019 07:48
 
Avaliação: / 3
FracoBom