Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 03 Dezembro 2018 06:56

«Quem sai aos seus não degenera». Este ditado popular, que assenta como uma luva na vocalista Xivel Langa e no baterista e percussionista Texito Langa, é o que se viu na gala de premiação aos concorrentes do “Ngoma Moçambique” – edição 2018 – na última sexta-feira (30), na capital moçambicana. Os irmãos Xixel e Texito Langa, filhos do conceituado músico Hortêncio Langa, arrebataram os galardões de “melhor canção” e “revelação”.

Actualizado em Segunda, 03 Dezembro 2018 08:02
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Terça, 17 Julho 2018 06:52

Contrastando com a crescente produção de música em Moçambique a instituição que atesta a originalidade dos fonogramas está a receber cada vez menos solicitações de selos, em 2017 emitiu somente 5.262, menos de um terço do que em 2016. “Os músicos de agora já não investem muito na produção de discos”, explicou a directora do Instituto Nacional do Livro e do Disco (INLD).

Actualizado em Segunda, 23 Julho 2018 08:06
 
Escrito por Adérito Caldeira   
Quinta, 12 Julho 2018 08:09

Grafismo de Nuno TeixeiraMoçambique tem mais de 7 mil grupos grupos culturais dos quais 54 por cento dedicam-se à dança, 18 por cento à música ligeira, 14 por cento são grupos corais, 8 por cento praticam a música tradicional e apenas 6 por cento fazem teatro. A maioria dos dançarinos encontram-se na Região Norte, particularmente na província do Niassa.

 
Escrito por Redação   
Terça, 26 Dezembro 2017 05:54

@VerdadeFaleceu, vítima de doença prolongada na cidade de Nampula, Zena Bacar aos 68 anos de idade, na miséria. “A música é o dom de Deus. Não posso deixar de cantar só porque algumas pessoas não me valorizam. Tenho que valorizar essa enxada que Deus me deu” disse certa vez ao @Verdade a diva, que em nada se compara as meninas que vestem saias curtas, maquilham-se e vão ao palco abanar o traseiro!

Actualizado em Terça, 26 Dezembro 2017 15:22
 
Escrito por Emildo Sambo   
Segunda, 11 Dezembro 2017 07:31

Os vencedores do concurso da música ligeira moçambicana, o “Ngoma Moçambique” – edição 2017 –, foram anunciados na última sexta-feira (08), numa gala, em Maputo. A maior condecoração, que é a da “melhor canção”, ficou nas mãos de Cambezo, que concorreu com o tema “Utumbi”. Os prémios revelação feminina e masculina – atribuídos a artistas que concorrem pela primeira vez – ficaram com para Rodália e Valdemiro Albino, respectivamente.

Actualizado em Sábado, 10 Março 2018 18:08
 
Escrito por Reinaldo Luís Nhalivilo   
Segunda, 15 Junho 2015 11:08

Não há dúvidas de que ele nasceu para “brilhar”. Actualmente tem 83 anos de idade, mas toca e canta desde os sete. Conhece o mundo graças à sua arte encantadora de tocar timbila. Nasceu na província de Inhambane, no célebre distrito cultural de Zavala. Já orgulhou o país e hoje, como inúmeros artistas da nossa praça, é desgraçado. Porque nasceu em “Mbandene”, o seu apelido é Mbande e tem o nome de Venâncio.

Actualizado em Sábado, 10 Março 2018 18:08
 
Escrito por Reinaldo Luís Nhalivilo   
Sexta, 05 Junho 2015 16:01

A equipa da plataforma KUGOMA, Fórum de Cinema de Curta-metragem, em Moçambique, está preocupada com a falta de um fundo de apoio à produção cinematográfica. O facto foi observado durante o balanço do primeiro bloco de sessões KUGOMA Escolas 2015, que terminou no fim de Maio.

Actualizado em Quarta, 10 Junho 2015 07:10
 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 35