SELO: Pobreza, investimento, expectativas e tensão conflitual
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Quarta, 19 Junho 2019 21:52

O Observatório do Meio Rural (OMR) encontra-se a realizar uma pesquisa sobre a pobreza no Norte de Cabo Delgado, em particular em áreas de penetração da grande indústria extractiva. Num cenário de forte investimento e presença internacional, de aumento das expectativas, mas também de manutenção da pobreza e de aumento das assimetrias sociais.

 
SELO: Uma breve abordagem sobre Educação Alimentar, por Basílio Macaringue
Escrito por Redação   
Quarta, 19 Junho 2019 00:57

Em Moçambique, segundo dados oficiais, uma criança em cada sete morre no primeiro ano de vida e uma criança em cada cinco morre antes de atingir os cinco anos. Não obstante, a OMS identificou a ocorrência de mortes materno-infantil como um dos problemas mais graves do século XXI no que diz respeito à saúde pública, que afecta diversos países, mas se verifica mais acentuadamente em países em via de desenvolvimento.

 
SELO: “A Estatística não Mente, mas Há Quem a Use Para Mentir Sem Pudor: O Exemplo das Estimativas Eleitorais em Moçambique”, por António Francisco
Escrito por Redação   
Segunda, 17 Junho 2019 22:14

“A estatística não mente, mas em Moçambique há quem a use para manipular a distribuição regional da população em idade de votar nas eleições gerais, provinciais e autárquicas. Este IDeIAS nº 113, da autoria de António Francisco, desvenda o mistério e a surpresa provocada pela alegação do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) que a população da província de Gaza com 18 e mais anos de idade representa 80% da população daquela província. Mostra como através de um número misterioso (986 mil pessoas), introduzido pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) nas projecções provinciais referentes à população de Gaza em 2007, tem deturpado a distribuição regional dos eleitores. O resultado desta breve pesquisa revela a subtileza e dimensão de possíveis manipulações estatísticas, muito mais graves do que os analistas têm percebido, ao investigarem os dados contraditórios dos órgãos de administração eleitoral e em particular do STAE.”

 
SELO: A educação informal libertadora nos dias actuais , Por Basílio Macaringue
Escrito por Redação   
Terça, 11 Junho 2019 21:30

DESDE o início da vida humana sempre foi indispensável viver e conviver em grupos sociais. A existência desses grupos tornou-se e continua, até aos dias actuais, tornando-se possível e permanente mediante a transmissão e aquisição de diferentes aspectos de natureza social nos grupos em que cada um se encontra inserido neles. Esse processo todo torna-se possível graças à comunicação e interacção que os membros mantem permanentemente entre si mesmos. Em outras palavras, em todos grupos sociais existe cultura, que é transmitida de geração para geração mediante um processo chamada educação informal.

 
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte Final

Pág. 1 de 116