SELO: “A Estatística não Mente, mas Há Quem a Use Para Mentir Sem Pudor: O Exemplo das Estimativas Eleitorais em Moçambique”, por António Francisco
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação  
Segunda, 17 Junho 2019 22:14
Share/Save/Bookmark

“A estatística não mente, mas em Moçambique há quem a use para manipular a distribuição regional da população em idade de votar nas eleições gerais, provinciais e autárquicas. Este IDeIAS nº 113, da autoria de António Francisco, desvenda o mistério e a surpresa provocada pela alegação do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) que a população da província de Gaza com 18 e mais anos de idade representa 80% da população daquela província. Mostra como através de um número misterioso (986 mil pessoas), introduzido pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) nas projecções provinciais referentes à população de Gaza em 2007, tem deturpado a distribuição regional dos eleitores. O resultado desta breve pesquisa revela a subtileza e dimensão de possíveis manipulações estatísticas, muito mais graves do que os analistas têm percebido, ao investigarem os dados contraditórios dos órgãos de administração eleitoral e em particular do STAE.”

Continue a ler em http://www.iese.ac.mz/wp-content/uploads/2019/06/ideias113p-AF.pdf

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom