SELO: O colonialismo doméstico e a hegemonia do sul contra o centro e norte evidenciam-se 50 anos depois da sua vigência - Por Jorge Valente
Escrito por Redação   
Quinta, 21 Janeiro 2016 07:56

Compatriotas! Quando li os artigos “Diocese de Quelimane em polvorosa. Bispo e irmã em pé de guerra” (Fonte: Savana no. 1149, de 15.1.201) e “Carta aberta aos fiéis católicos da Zambézia” (Fonte: Moçambique para Todos, de 15.1.2016) não fiquei surpreendido, mas, sim, muito mais aflito e angustiado pela situação de dominação étnica que o sul impõe aos cidadãos do centro e norte de Moçambique. A ganância pelo enriquecimento ilícito, recorrendo à demonstração de superioridade por parte desta etnia, já está atingir contornos preocupantes por obra da Frelimo.

Actualizado em Quinta, 21 Janeiro 2016 08:42
 
SELO: Carta aberta ao ministro do Interior Jaime Monteiro - Por Odala Khuinda
Escrito por Redação   
Quarta, 20 Janeiro 2016 08:16

Endereço-vos os mais sinceros desejos de uma boa saúde e também às vossas famílias. Que no ano recentemente iniciado haja mais sucessos, tudo de bom e, acima de tudo, que Deus esteja convosco.

Escrevo esta carta em jeito de choro e clamo pela justiça em relação a inúmeros, crimes com destaque para os roubos e assaltos a cidadãos e residências, na cidade de Nampula. O clima de terror e medo que se vive na urbe atingiu o seu apogeu. Ora vejamos:

 
SELO: A sociedade e a qualidade de vida - Por André Miambo
Escrito por Redação   
Terça, 19 Janeiro 2016 08:23

Às vezes, questiono-me sobre o porquê da existência da sociedade, mas basta apenas olhar à volta do que me rodeia para eu encontrar as respostas pelas quais tanto anseio. Tudo o que me rodeia é fruto de um Homem em sociedade, desde as coisas mais importantes como as leis, a família, as amizades, a educação, a habitação e até aos apetrechos tais como o telefone, o micro-ondas e o carro. Tudo existe graças ao Homem social, que a cada século tenta melhorar a sua vida.

 
SELO: Mortes de jovens militares ao serviço da Frelimo e a canção da preservação da paz - Por Jorge Valente
Escrito por Redação   
Quinta, 14 Janeiro 2016 08:30

Compatriotas, quase semanalmente aparecem embrulhados corpos dos coitados jovens militares ao serviço da Frelimo, mortos em combate na tentativa de desarmamento ponderado do braço armado da Renamo. Estes jovens usados como um escudo para defesa dos interesses da Frelimo são na sua maioria oriundos do norte e centro deste território.

 
Início Anterior 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 Seguinte Final

Pág. 91 de 123